Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Na mídia: Ministro Padilha anuncia R$ 3 mi para Santa Casa de Jaú

FONTE: COMÉRCIO DO JAHU

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou ontem que a Santa Casa de Jaú deve receber mais R$ 3 milhões em verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) neste ano, além dos valores repassados pelo atendimento realizado regularmente. A verba será liberada por meio de um programa do ministério que incentiva a melhora da qualidade das instituições filantrópicas, e que foi atingida pela entidade jauense.
Padilha fez o anúncio durante a cerimônia de inauguração da nova ala de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto da Santa Casa e das reformas do centro obstétrico, dos quartos do segundo andar cirúrgico e do setor de fisioterapia, trabalhos feitos com verbas estaduais, federais e de doadores (leia texto). O evento ocorreu no Espaço Cultural da Santa Casa e contou com presença de deputados federais, prefeitos da região e da maioria dos vereadores de Jaú.
O ministro disse que o repasse de verbas para os hospitais filantrópicos pretende corrigir defasagem provocada desde que o Sistema Único de Saúde foi introduzido e que corrige a tabela de pagamentos de forma linear, sem avaliar a qualidade dos serviços prestados.
À medida que as entidades atingem o padrão exigido pelo ministério passam a ter direito a receber o complemento dos recursos. Padilha disse que as verbas serão recebidas como os outros repasses do SUS, por meio da Secretaria de Estado da Saúde.
O provedor da Santa Casa, Alcides Bernardi Junior, que se emocionou e chorou ao abrir a cerimônia ontem, disse esperar que o novo contrato que será firmado com o ministério auxilie na manutenção da entidade e cubra as deficiências financeiras acumuladas a cada ano.
Com relação à tabela dos serviços de atendimento público, que cobrem apenas 60% dos gastos gerais dos hospitais filantrópicos, o ministro falou que os reajustes ocorrem anualmente e houve recuperação em relação ao que era pago anteriormente. Ele não disse, no entanto, se haverá correção para cobrir a defasagem alegada pelas entidades de saúde.

Perlatti

Questionado a respeito da possibilidade de a Associação Hospitalar Thereza Perlatti de Jaú deixar de atender pelo SUS a partir do dia 1º de maio, Padilha disse que há uma reforma em andamento no sistema de tratamento psiquiátrico do País que prevê mudança no sistema de atendimento.
Ele explicou que o Thereza Perlatti precisa se adequar a essas mudanças e para isso é preciso que envie projeto que contemple as exigências e o novo formato do atendimento psiquiátrico. O ministro, porém, não forneceu detalhes de quais alterações são necessárias em relação ao sistema atual. (Paulo Roberto Cruz)

Portaria garante R$ 1,1 milhão para hospital

A Santa Casa de Jaú inaugurou ontem, com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ampliação de sua Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto Dr. Affonso Mendes Braga e reformas do Centro Obstétrico Dr. João Geraldo Gonçalves de Araújo, dos quartos do 2º Andar Cirúrgico Dr. José Luiz França Pinto e do Ambulatório de Reabilitação Dr. Romeu Sancinetti Júnior. A cerimônia foi realizada no Espaço Cultural da entidade e começou oficialmente às 14h30, com a chegada de Padilha.
Ele assinou portaria que libera o pagamento de R$ 1,1 milhão para compra de equipamentos e material diverso. Em seguida, o ministro, o provedor do hospital, Alcides Bernardi Junior, e o prefeito Rafael Agostini (PT) – seguidos por deputados, prefeitos e vereadores de Jaú e da região e dezenas de pessoas – fizeram vistoria nas alas reformadas e ampliadas.
Acompanharam o evento os deputados federais Jorge Tadeu Mudalen (DEM), Newton Lima (PT), Milton Monti (PR), Vicente Cândido (PT) e Devanir Ribeiro (PT). Todos seguiram para Barretos, onde o ministro participaria de evento em que estaria presente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Números

A UTI da Santa Casa, após a reforma, passa a ter 12 novos leitos, com 31 para adultos e 13 para crianças. O valor gasto para as obras foi de R$ 150 mil, da entidade e doações.
O centro obstétrico recebeu investimento de R$ 219,5 mil, dos quais R$ 100 mil do governo do Estado, R$ 100 mil da União e R$ 19,5 mil da Santa Casa. 
No segundo andar cirúrgico foi empregado o maior valor nas obras de reforma, com R$ 224,8 mil aplicados. A Santa Casa aplicou R$ 12,8 mil e recebeu do governo federal R$ 212 mil para esse setor. Na ala de fisioterapia foram investidos R$ 70 mil. Todo o piso do setor foi trocado com material doado. Os recursos federais recebidos foram obtidos por meio de emendas parlamentares. (PRC)

Prefeito confirma UPA

Jaú não perdeu a Unidade de ProntoAtendimento (UPA), que será instalada com recursos do governo federal. A afirmação foi feita ontem pelo prefeito Rafael Agostini (PT) durante inauguração de reformas em alas da Santa Casa. O projeto técnico de instalação recebeu R$ 400 mil da União há dois anos para que fosse elaborado, mas não se efetivou e havia temor de que fosse cancelado.
Conforme o chefe do Executivo de Jaú, o projeto elaborado pela administração anterior teria incorreções, sobretudo nos valores da obra. Agostini disse que o custo total chegaria a R$ 6 milhões, com contrapartida de valor semelhante que o Município teria de empregar.
Em uma reavaliação do processo o custo da instalação caiu para aproximadamente R$ 3 milhões e a contrapartida da Prefeitura para cerca de R$ 1 milhão.

Documentação

Agostini fala que o esboço do projeto foi encaminhado ao Ministério da Saúde e considerado adequado. Em uma próxima fase o processo será finalizado e apresentado para análise final do governo federal. As próximas etapas serão de elaboração de processo de concorrência e contratação de empresa que fará a obra. A última etapa será a aquisição de equipamentos para a unidade.
“Não quero falar em datas, é possível que demore ainda algum tempo para essa tramitação toda, já que tivemos que refazer o projeto técnico. Mas tivemos de corrigir o que o próprio ministério considerou incorreto”, afirma Agostini. (PRC)
 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br