Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Saúde realiza campanha de combate à tuberculose em Jaú

ATUALMENTE, 26 PESSOAS FAZEM TRATAMENTO DA DOENÇA NA CIDADE.
ORIENTAÇÕES SOBRE SINTOMAS SERÃO DADAS NOS POSTOS DE SAÚDE.

A Secretaria de Saúde de Jaú (SP) realiza até o dia 17 de novembro a Campanha de Controle contra a Tuberculose em todos os postos de saúde da cidade. O objetivo é identificar precocemente a doença, interromper a cadeia de transmissão e reduzir a incidência da doença em longo prazo.

A Campanha promove orientações à população sobre os sinais da doença (tosse com ou sem catarro por mais de três semanas; febre baixa, geralmente à tarde; suor noturno; emagrecimento; falta de apetite e fraqueza), assim como coleta de material e realização de exames em pessoas que apresentam esses sintomas.

Segundo a enfermeira Alec Oliveira, responsável pelo Ambulatório de Tuberculose, em 2012 foram realizados 30 tratamentos contra tuberculose. Atualmente, a cidade tem 26 pacientes em tratamento contra tuberculose. “Para o diagnóstico da doença, a pessoa deve realizar o exame de baciloscopia (exame de escarro) no posto de saúde mais próximo de sua residência. Deve levar o RG e o cartão SUS para fazer o exame, que é totalmente gratuito”, explica.

SOBRE A DOENÇA!

Segundo o Ministério da Saúde, a tuberculose é uma das doenças mais antigas da humanidade. É uma doença infecciosa causada por um micróbio chamado "bacilo de Koch". É uma doença contagiosa, quer dizer, que passa de uma pessoa para outra por meio do ar. A doença atinge principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do nosso corpo, como nos gânglios, rins, ossos, intestinos e meninges. Uma pessoa com tuberculose pulmonar pode transmitir a doença para outra pessoa por meio da tosse e do espirro.

É possível ter o bacilo da tuberculose sem estar doente. Nesse caso, a pessoa tem uma infecção latente, silenciosa e sem sintomas. Quanto mais comprometido o sistema de defesa da pessoa, maior o risco do bacilo se disseminar. Uma vez diagnosticada, a tuberculose deve ser tratada o mais rápido possível para aumentar as chances de cura da doença e evitar que seja transmitida a outras pessoas. O tratamento dura no mínimo seis meses.

SERVIÇO

Para mais informações, as pessoas podem procurar o Ambulatório de Tuberculose, localizado junto ao NGA (Núcleo de Gestão Assistencial – 25 – Rua Sebastião Toledo de Barros, 296 - Vila Carvalho) ou pelo telefone 3622-3388 ramal 208 com a enfermeira Alec ou com a técnica de enfermagem Cláudia.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br