Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Casos de dengue em Jaú (SP) podem chegar a 10 mil

Epidemia causou a morte de sete pessoas entre março e abril

FONTE: ESTADÃO.COM.BR

Mais de 10 mil pessoas podem ter contraído dengue neste ano em Jaú, no interior de São Paulo, que vive uma epidemia da doença. O número oficial de pessoas doentes subiu nesta quinta-feira (8), para 3.223 casos positivos, porém as subnotificações preocupam as autoridades sanitárias. Elas avaliam que aproximadamente 10 mil pessoas, que contraíram a doença, não procuraram os serviços de saúde para se tratar. E as clínicas e consultórios particulares não estão notificando os casos. A epidemia causou a morte de sete pessoas entre março e abril, uma delas por dengue hemorrágica. O vírus circulante é do tipo 1, mas 22 pessoas foram internadas com a forma mais grave da doença e aos menos cinco continuavam hospitalizadas nesta quinta.

A enfermeira Leila Garcia Rossi, do Serviço de Vigilância Epidemiológica do município, disse que a subnotificação é preocupante porque pode causar sérios prejuízos aos pacientes e prejudica o controle da doença.

Segundo ela, além das pessoas que não procuraram atendimento, a subnotificação é feita também pelos próprios consultórios e clínicas médicas.

— Embora seja uma doença de notificação compulsória, podemos contar nos dedos os médicos e laboratórios particulares que fazem a notificação dos casos.

Segundo ela, ao menos 10 mil pessoas podem ter adquirido a doença na cidade, de 140 mil habitantes. Médicos ouvidos pela reportagem estimam que a subnotificação é ainda maior: de aproximadamente 20 mil pessoas. Só na Santa Casa de Jaú, 85 profissionais, entre eles 25 médicos e 30 enfermeiros contraíram a doença.

"Em toda a cidade, por onde a gente anda, há casos de pessoas doentes. A situação é tão grave que até o comércio e a indústria sentem os efeitos com a perda de funcionários", disse um médico, que pediu para não ser identificado.

Leila afirma "que não chega a tanto (20 mil), mas 10 mil é um número razoável.

— O problema é que por ser uma doença de transmissão viral, as pessoas acham que podem se cuidar sozinhas e não procuram os médicos. Mas os prejuízos podem ser grandes, pois ao usar um remédio errado a doença pode se agravar.

Segundo ela, ao menos 10 mil pessoas podem ter adquirido a doença na cidade, de 140 mil habitantes. Médicos ouvidos pela reportagem estimam que a subnotificação é ainda maior: de aproximadamente 20 mil pessoas. Só na Santa Casa de Jaú, 85 profissionais, entre eles 25 médicos e 30 enfermeiros contraíram a doença.

"Em toda a cidade, por onde a gente anda, há casos de pessoas doentes. A situação é tão grave que até o comércio e a indústria sentem os efeitos com a perda de funcionários", disse um médico, que pediu para não ser identificado.

Leila afirma "que não chega a tanto (20 mil), mas 10 mil é um número razoável.

— O problema é que por ser uma doença de transmissão viral, as pessoas acham que podem se cuidar sozinhas e não procuram os médicos. Mas os prejuízos podem ser grandes, pois ao usar um remédio errado a doença pode se agravar.

No entanto, segundo ela, a contaminação está diminuindo.

— Pelos nossos números, a epidemia está perdendo a força. Em março de 100 a 200 suspeitos eram notificados por dia. Hoje estamos em 20 por dia.

O último boletim da doença, divulgado nesta quinta, informa que o município tem 3.223 casos positivos e 1.871 negativos. Os casos são confirmados com base nos sintomas clínicos dos pacientes.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br