Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sindsaúde participa de protesto dia 23 contra MPs que retiram direitos dos trabalhadores

Ato pelas ruas de Jaú quer revogação das medidas propostas pela presidente Dilma; todos os sindicatos estão engajados no movimento que começa às 9h na Praça Centenário

O Sindsaúde de Jaú e Região vai engrossar o movimento do Dia Nacional de Lutas nesta segunda-feira (23/03), saindo às ruas de Jaú ao lado de demais sindicatos, trabalhadores e até patrões. O movimento é de interesse de todas as partes e tem como objetivo salvar os direitos trabalhistas.
A concentração será às 9h na Praça Centenário (Beco), de onde vai sair a passeata pelas ruas Major Prado, Visconde do Rio Branco e Quintino Bocaiúva. O objetivo é fazer uma grande mobilização em todo o país e ao mesmo tempo lotar as ruas de Jaú.
O protesto organizado pelas centrais sindicais e sindicatos de todo o país ocorre um dia antes da votação no Congresso de Medida Provisória que retira direitos dos trabalhadores, mexe na Previdência/Aposentadoria, no abono salarial, reduz o auxílio doença e tira os direitos conquistados pelos sindicatos depois de muita luta.
A presidente do Sindsaúde, Edna Alves, convoca a todos para a mobilização contra o fim dos direitos trabalhistas. "Nossos direitos estão ameaçados pela presidente Dilma. Se as MPs 664 e 665 forem aprovadas vai praticamente acabar a pensão por morte do marido. A empresa vai ter de pagar o afastamento do trabalhador por até um mês e o trabalhador só terá direito ao Seguro Desemprego após 18 meses de trabalho."

SINDICATOS UNIDOS - Edna diz que além do Sindsaúde de Jaú, o movimento na cidade tem à frente o Sindicato dos Metalúrgicos e demais entidades sindicais. O protesto nacional traduz a indignação dos trabalhadores de todo o país diante das propostas que acabam com direitos conquistados ao longo de décadas.
Segundo Edna Alves, o trabalhador esta cansado de pagar a conta quando o governo anuncia pacotes econômicos. Alterar direitos, segundo ela, só se for para melhorar os já existentes e dar mais amparo às famílias trabalhadoras. Afinal, são os trabalhadores que deixam o Brasil em pé e são os profissionais da saúde que cuidam de todas as categorias, mesmo com o sistema de saúde lutando contra a falta de recursos.
O protesto exige a revogação das medidas provisórias que afetam as regras do seguro-desemprego, aposentadorias, pensões e outros direitos trabalhistas. Direitos estes que o trabalhador requer quando mais precisa: quando esta desempregado, doente ou em idade de parar de trabalhar.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br