Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Federação e sindicatos da saúde devem encabeçar movimento pró-saúde


Reunidos em Jaú na manhã desta sexta-feira (27/02), sindicalistas de todo o Estado filiados à Federação dos Trabalhadores da Saúde de Jaú e Região tomaram algumas decisões que podem refletir no futuro da saúde de todos os cidadãos. Entre os assuntos debatidos está a proposta de se criar um dia de mobilização estadual em agosto em defesa da saúde e não apenas dos trabalhadores. O objetivo é envolver entidades representativas e toda a sociedade na defesa de um sistema de saúde que realmente funcione.

O presidente da Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo, Edison Laércio de Oliveira, citou a crise de gestão e as enormes dívidas das Santas Casas, provocando o fechamento de muitas delas. O Estado, segundo ele, não tem mais condições sozinho de manter o sistema, que está falido e sem recursos.

Nos três últimos anos a Federação e os sindicatos filiados realizaram no mês de maio a Passeata Paulista da Saúde, com trabalhadores da saúde saindo às ruas para defender demandas como piso nacional e jornada de 30 horas. Para 2015, o objetivo é reavaliar essa forma de proposta e fazer em agosto um movimento mais amplo, engajando hospitais, planos de saúde, sindicatos de todas as categorias e a população em geral.

Em agosto se comemora o Dia Internacional da Saúde (dia 5) e um movimento organizado em nível estadual seria mais do que oportuno. "Queremos fazer uma ação mais profunda do que uma passeata, vamos, atrair mais gente, vamos buscar a sociedade para se engajar à iniciativa da Federação." O objetivo é ir além do movimento sindical e entrar no campo de interesse de toda a coletividade.

"Nesse dia poderemos juntar todo mundo. Os trabalhadores vão para as ruas numa caminhada saudável, mas também mostrando sua preocupação com o sistema de saúde, que a cada dia perde mais recursos. Novas contenções de recursos estão sendo feitas e ontem o Estado de São Paulo fez isso, cortando 10% de todas as secretarias, inclusive da saúde", aponta o sindicalista.

"Logo vamos ter muitos trabalhadores desempregados com o fechamento de hospitais. Quando fecha um hospital com 300 ou até 500 empregados não sai uma nota na imprensa, agora quando fecha uma fábrica de peças que vende pra Ford, com 10 empregados, sai em tudo lugar", comenta Edison Oliveira, apontando que o governo não está preocupadoe com a saúde da população.

"O sistema de saúde não se faz mais só com o Estado, é preciso que se participe desse processo e vamos tentar fazer isso via política", fala o presidente da Federação da Saúde. "O Estado não tem mais condição de tocar a saúde sozinho, mas também não pode dar para qualquer um, porque ai a sociedade vai pagar o pato", comenta o dirigente, lembrando que empresas multinacionais estão invadindo o país com a compra de planos de saúde e de hospitais.

Dia Estadual - A Federação anunciou também em Jaú que a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo vai realizar em 15 de maio uma solenidade para homenagear a categoria da saúde. O evento é anual e homenageia trabalhadores de cada sindicato filiado à Federação em nome de todos os profissionais da saúde do Estado.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br