Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Passeata da Saúde em Jaú cumpre objetivo e chama atenção de todos para necessidade da jornada de 30 horas


A 2ª Passeata Paulista da Saúde realizada em Jaú no dia 11 de maio cumpriu o objetivo: o de chamar a atenção da população para as necessidades dos trabalhadores da saúde. O tema da mobilização pelas ruas da cidade foi a defesa da jornada de 30 horas para os profissionais do setor e o piso nacional para a categoria.

A diretoria do Sindsaúde de Jaú avaliou que a passeata atraiu a atenção dos cidadãos para a categoria e para os problemas que os trabalhadores enfrentam no dia a dia, como jornada excessiva, sobrecarga de trabalho, pressão no ambiente de trabalho, falta de plano de saúde para quem trabalha com a saúde...

Uma carta aberta foi entregue ao longo do percurso da passeata para esclarecer os motivos da mobilização realizada pela Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo e pelos sindicatos filiados – a categoria foi à rua em cerca de 30 cidades simultaneamente.

Em Jaú foram 180 os inscritos previamente para a passeata, mas nem todos estiveram nas ruas no último sábado, tendo em vista que muitos estavam nos hospitais cumprindo sua jornada normal ou dobrando o expediente. A passeata saiu da sede do sindicato e percorreu várias ruas, inclusive as centrais Edgard Ferraz e Major Prado, finalizando em frente da prefeitura.

Palavra de ordem - Palavras de ordem foram ditas pelos participantes ao longo do trajeto. A presidente Edna Alves empunhou um microfone e chamava a atenção das pessoas para a passeata. Diretores também se manifestaram, como também trabalhadores da área e até familiares.

Edna Alves chegou a questionar a atuação de chefia de hospitais, que teriam pressionado funcionários para não aderirem à passeata. “Alguma coisa aconteceu dentro dos hospitais depois que falamos numa reportagem que tem trabalhadores fazendo até 18 horas diárias”, comentou. Essa sobrecarga de trabalho foi um dos temas dos discursos ao longo da passeata.

“Foi constatado na quinta à noite que a maioria dos hospitais estavam com apenas dois profissionais em cada setor”, ressaltou Edna, lembrando que faltam profissionais no atendimento dos pacientes por medida de economia dos dirigentes hospitalares. Diante disso, muitos trabalhadores precisam dobrar a jornada.

“A enfermagem não tem carga horária digna”, disse Edna, alertando que essa sobrecarga deixa o profissional apreensivo, com medo de errar e estressado, causando mal à sua saúde. “Se um profissional nosso cometer erro, a culpa é de quem emprega o profissional e não coloca o número certo de auxiliares, técnicos e enfermeiros para o número de pacientes do hospital. Como pode um profissional da enfermagem sem saúde cuidar do pacientes?”

População - À população que acompanhou a passeata das calçadas, algumas vezes aplaudindo, Edna Alves pedia a adesão. “Junte-se a nós: 30 horas já e piso nacional. Essa é nossa reivindicação, não só de Jaú, mas de todo o Estado”, dizia. Alguns populares aderiram e vestiram a camisa do movimento.

A direção do Sindsaúde de Jaú lembra que a mobilização pelas 30 horas é nacional e o projeto está sob análise no Congresso Nacional. No Estado de São Paulo, a Federação da Saúde já conseguiu a assinatura de 23 deputados estaduais favoráveis ao projeto. Em Jaú, apenas um vereador mencionou a demanda dos trabalhadores na Câmara: Ronaldo Formigão.

Quando a passeata passou pelo Jardim de Baixo, a presidente do sindicato falou aos estudantes da Faculdade de Enfermagem de Jaú que realizavam evento em comemoração à Semana da Enfermagem. Lembrou que o Dia do Trabalhador da Saúde, 12 de maio, foi uma conquista da Federação e dos sindicatos.

Também convidou para que todos assinem o abaixo-assinado on-line que está disponível no site do sindicato – www.sindsaudejau.com.br. Fotos do evento estão em “galeria” no site e também na página do sindicato no Facebook, onde também é possível ver alguns vídeos.

CLIQUE PARA VER O VÍDEO

CLIQUE PARA VER AS FOTOS

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br