Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sessão solene defende reconhecimento do profissional da saúde

Categoria é composta por cerca de 700 mil trabalhadores no Estado
Da Redação - Fotos: Yara Lopes

Autor do projeto que deu origem à Lei 11.665, institucionalizando o 12 de maio como Dia Estadual do Trabalhador da Saúde, o deputado Rafael Silva (PDT) presidiu a sessão solene que homenageou os profissionais do setor, realizada nesta sexta-feira, 16/5. 

"O dinheiro que escapa pelo ralo da corrupção é o dinheiro que falta para que as pessoas sejam bem atendidas", ponderou Rafael, ao defender mais recursos para a saúde e reconhecimento para os trabalhadores que atuam na área. "Quem tem sensibilidade valoriza o trabalhador da saúde", resumiu o parlamentar. 

A necessidade de valorização dos trabalhadores da saúde também foi destacada pelo deputado Major Olimpio (PDT). "Muitos políticos, durante o processo eleitoral, declaram apoio à segurança, à educação e à saúde. Depois, relegam essas áreas a um plano secundário", criticou. 

Presente ao evento, o deputado Davi Zaia (PPS) assegurou que o esforço de cada um dos funcionários do setor "encontra acolhida nesta Casa, para que os trabalhadores da saúde tenham o justo reconhecimento pelo trabalho que fazem." 

Participaram ainda da homenagem os vereadores Dr. Maurício, de Itapira, Luiz Vergara, de Franca, e Ricardo Silva, de Ribeirão Preto. Eles defenderam a implantação da jornada de trabalho de 30 horas semanais e a valorização salarial para os trabalhadores do setor. "O projeto 30 horas foi uma grande luta que travamos. E a partir de julho ele estará implantado em Ribeirão Preto", disse Ricardo Silva. 

"Como viver com um piso de R$ 1.200?", questionou o vereador itapirense, ressaltando a estressante carga diária de trabalho dos profissionais da saúde. 

Médico e deputado federal pelo PPS paulista, Marco Aurélio Ubiali acredita que o projeto das 30 horas será aprovado em âmbito federal, "porque tem o apoio dos parlamentares". Apesar das conquistas já obtidas, "do ponto de vista do reconhecimento da competência dos trabalhadores da saúde, temos muito que caminhar", ele concluiu. 

O presidente da Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo, Edison Laércio de Oliveira, reivindicou não só melhores salários, mas também condições de trabalho. "Não podemos mais ver situações como um técnico de enfermagem cuidando de 20 pacientes", disse. 

Para ele, o Legislativo tem um papel importante a desempenhar. "Essa festa [de comemoração do Dia Estadual do Trabalhador da Saúde] ocorre há dez anos. E trabalhadores que vêm de cidades distantes estão vendo de perto essa estrutura gigantesca [a Assembleia Legislativa], que pode fazer muito com a realização de debates e a proposição de leis." 

O evento teve a participação de trabalhadores de diversas cidades do interior, entre as quais Araçatuba, Bauru, Campinas, Franca, Jaú, Piracicaba, Presidente Prudente, Rio Claro, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Ribeirão Preto. Representando os cerca de 700 mil trabalhadores da saúde no Estado de São Paulo, 12 profissionais que atuam nessas cidades, incluindo técnicos e auxiliares de enfermagem, bem como pessoal de suporte administrativo, foram homenageados com a entrega de placas.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br