Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Diretor do Sinsaúde é reintegrado na Casa de Saúde Campinas

Fonte: www.sindsaude.org.br

Depois de cinco meses afastado de suas funções na Casa de Saúde, o diretor do Sinsaúde, Edson Eugênio, voltou as suas atividades nesta segunda-feira, 24 de junho, fato que foi comemorado por ele e pelos colegas. O sindicalista foi colocado à disposição do Sinsaúde, pela atual administração do hospital, em fevereiro. A diretoria do Sindicato se posicionou de forma contrária ao ato da presidente da Casa de Saúde, por considerá-lo uma perseguição ao diretor que presta serviços à instituição há 17 anos. “Além disso, ele é diretor sindical há 15 anos e sempre soube se portar de forma digna perante seus colegas de trabalho e também com os pacientes, sendo respeitado por ambos”, afirma a vice-presidente do Sinsaúde, Leide Mengatti.

Diante dos fatos e com o objetivo de reverter a decisão, a diretoria do Sinsaúde decidiu entrar na Justiça pedindo a sua reintegração ao hospital, onde desenvolve funções como técnico de enfermagem. Edison Laércio de Oliveira, presidente do Sinsaúde, lembra que de acordo com o artigo 543, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o empregado eleito para cargo sindical não pode ser impedido do exercício de suas funções, nem transferido para lugar que lhe dificulte ou torne impossível o desempenho das suas atribuições sindicais. Além disso, ele não pode ser demitido desde o momento do registro de sua candidatura ao cargo até um ano após o final do seu mandato.

A primeira audiência para avaliação da ação aconteceu em 22 de maio no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) quando o juiz determinou que o hospital viabilizasse o retorno do diretor as suas funções. Como ele foi designado a cumprir serviços em outro setor, a Central de Material de Esterilização do Centro Cirúrgico, começou com um treinamento que visa adequá-lo às novas funções. “Mais uma vez a justiça foi feita e eu estou contente por isso. Continuarei a desempenhar, como sempre fiz, meus dois papéis: de profissional e de dirigente sindical, representando os trabalhadores”, frisa ele.

http://www.sinsaude.org.br/portal/site/noticiaCompleta.aspx?idNoticia=3522

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br