Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Conferência Nacional da Saúde mobilizará milhares de profissionais


18/11/2015

ASCOM/COFEN
11/11/2015

“Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro” é o tema central da 15ª Conferência Nacional da Saúde 2015 (CNS 2015), que será realizada de 1º a 4 de dezembro, em Brasília. Está prevista a participação de 4.320 pessoas, das quais 3.248 são delegados dos segmentos de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), trabalhadores, prestadores de serviço e gestores de saúde, 974 convidados e 98 participantes livres. O Paraná irá participar com 140 representantes desses setores.

Durante a realização da 15ª CNS serão debatidas diversas questões, como Direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade; Participação social; Valorização do trabalho e da educação em saúde: Financiamento do SUS e relação público-privado; Gestão do SUS e modelos de atenção à saúde; Informação, educação e política de comunicação do SUS; Ciência, tecnologia e inovação no SUS, e Reformas democráticas e populares do Estado.

“A Conferência Nacional da Saúde é o espaço apropriado para o debate e  deliberação do SUS que queremos: universal e de qualidade”, diz a presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR), Simone Peruzzo. Ela acrescenta que, durante o evento  também serão abordadas as condições de trabalho a que são submetidos os profissionais de Enfermagem, maior força de trabalho do SUS.

“A pesquisa que traçou o Perfil da Enfermagem no Brasil, realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com o apoio do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), deixa “evidente o quadro de precarização da profissão, com baixíssimos salários, jornadas exaustivas, e a invisibilidade social da categoria, entre outros indicadores”, acrescentou Simone. A pesquisa, que foi lançada nacionalmente em maio deste ano e, no Paraná, em agosto, tem por objetivo não só mostrar a situação da Enfermagem, mas principalmente transformar essa realidade.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br