Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Presidente do Sindicato da Saúde Jaú, Edna Alves, teme lotação maior ainda na Santa Casa com fechamento do PS da Barra


08/04/2016

A notícia abaixo está publicada no Comércio do Jahu desta sexta=-feira, 8 de abril. Nela a presidente do Sindicato da Saúde de Jaú, Edna Alves, comenta que pode aumentar a lotação no pronto-socorro da Santa Casa de Jaú com o fechamento do PS de Barr Bonita. Ela também se mostra preocupada com possível demissão de trabalhadores da saúde no hospital São José em Barra Bonita.
"“Se isso acontecer, a situação ficará bem complicada, ainda mais com o surto de gripe H1N1. Os profissionais já estão sobrecarregados, em todos os plantões”, acrescenta a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sindicato da Saúde) de Jaú e região, Edna Alves. Outra questão levantada pela sindicalista é a trabalhista. Se o PS do Hospital São José de fato encerrar o atendimento, profissionais seriam demitidos.

ABAIXO, A REPORTAGEM COMPLETA:

O fim das atividades do pronto-socorro (PS) do Hospital e Maternidade São José, de Barra Bonita, teria impactos diretos em Jaú. O hospital não acertou os termos para renovação dos contratos com as prefeituras de Barra Bonita e Igaraçu do Tietê.

Os atuais acordos terminam no dia 13 de abril. Portanto, a partir do dia 14 as populações de Barra e Igaraçu poderiam ficar desguarnecidas. A Santa Casa de Jaú já atende pacientes de urgência e emergência de ambas as cidades.

O provedor da unidade jauense, Alcides Bernardi Júnior, afirma que a entidade não foi oficialmente comunicada sobre o imbróglio de Barra Bonita. “A situação preocupa. Já não está fácil, o pronto-socorro está lotado. Não daria para descarregar todos os pacientes de Barra Bonita e Igaraçu aqui”, pontua.

Segundo ele, não existe espaço físico e pessoal suficientes para eventual aumento de demanda. Atualmente, o Hospital São José faz de 200 a 300 atendimentos por dia. A Santa Casa de Jaú, pelo menos 500.

Com o fechamento do PS do Hospital São José, vítimas leves de acidentes da região de Barra Bonita provavelmente seriam trazidas a Jaú, por exemplo.

“Se isso acontecer, a situação ficará bem complicada, ainda mais com o surto de gripe H1N1. Os profissionais já estão sobrecarregados, em todos os plantões”, acrescenta a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sindicato da Saúde) de Jaú e região, Edna Alves.

Outra questão levantada pela sindicalista é a trabalhista. Se o PS do Hospital São José de fato encerrar o atendimento, profissionais seriam demitidos.

Valores

Atualmente, Barra Bonita repassa R$ 250 mil mensais pelo atendimento no PS do São José; Igaraçu, R$ 110 mil por mês. O presidente do Conselho Deliberativo do hospital, Antonio Morsoletto Neto, informa que, nesta semana, em reunião intermediada pelo Ministério Público (MP), ambas as prefeituras ofereceram aumentos, mas não atingiram o valor solicitado pela entidade.

Os montantes não foram divulgados, porém o reajuste exigido pelo São José giraria na casa dos 50%. O hospital se recusa a aceitar repasses menores e, se a situação não for solucionada antes do dia 13, o PS fechará a partir do dia 14, próxima quinta-feira. Representantes das prefeituras de Barra Bonita e Igaraçu do Tietê não atenderam as ligações da reportagem para comentar o caso.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br