Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sindicato da Saúde de Jaú reforça ato pelo Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho


28/04/2016


Evento às 14h no Cinema Municipal de Jaú tem palestras com especialistas sobre a situação atual no país

O Sindicato da Saúde de Jaú e Região será representado pelo vice-presidente e por diretores nesta quinta-feira (28/04) no ato pelo Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. O evento será às 14h no Cinema Municipal de Jaú, onde especialistas do Ministério do Trabalho e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

A participação é aberta a todos, informa o Sindicato dos Metalúrgicos de Jaú e Região, que promove o evento liderado pela Força Sindical em todo o Estado de São Paulo. Pela manhã, os metalúrgicos vão fazer uma panfletarem nas ruas centrais de Jaú para denunciar o problema que vitima milhares de pessoas todos os anos.

A presidente do Sindicato da Saúde de Jaú, Edna Alves, estará em Franca para participar do 2º Simpósio de Saúde Mental do Estado de São Paulo. Mesmo assim, faz questão de que o sindicato dos trabalhadores na saúde seja representado. De acordo com o Sindicato da Saúde, a categoria é uma das mais vitimadas no ambiente de trabalho, por isso é importante conhecer o cenário e propor iniciativas para reduzir o quadro de acidentes envolvendo profissionais da saúde. O sindicato será representado pelo vice-presidente, Aparecido Olímpio de Mello, pela conselheira fiscal Cleusa de Fátima Jacintho e pelo diretor Eliezer Toniato.

A Força Sindical faz nesta quinta-feira atos para lembrar o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. Um dos atos será em São Paulo. O outro em Mariana-MG, onde rompeu a barragem da Samarco. Sindicatos filiados à central, como o dos metalúrgicos de Jaú, celebram a data em suas bases.

“Nesta data denunciaremos as tragédias dos acidentes de trabalho”, diz Paulo Pereira da Silva, Paulinho, presidente da Força e deputado federal pelo Solidariedade-SP. “Segundo a OIT, são cerca de 160 milhões de acidentes e doenças de trabalho por ano no mundo. No Brasil, entre 2012 e 2014 ocorreram mais de 2 milhões de acidentes de trabalho”, diz Arnaldo Gonçalves, secretário nacional de Saúde e Segurança da Central.

Em todo o mundo, a data lembra o outro lado do trabalho: o que acidenta, incapacita e mata. No Brasil, os números apontam para uma guerra invisível em que morrem todos os anos, três mil trabalhadores - uma morte a cada duas horas de trabalho - e outros 300 mil se acidentam - três acidentes a cada minuto trabalhado. São R$ 32,8 bilhões gastos por ano, segundo dados da Previdência Social, com benefícios por incapacidade temporária ou permanente.

 

Por que 28 de abril?

Em 2003, a Organização Internacional do Trabalho - OIT - adotou o 28 de abril como o dia oficial da segurança e saúde nos locais de trabalho. O movimento começou no Canadá e espalhou-se por diversos países organizado por sindicatos, federações, confederações locais e internacionais, entre elas a Confederação Internacional das Organizações Sindicais Livres – CIOLS.

Em maio de 2005, foi instituído o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, a ser celebrado em 28 de abril a cada ano, pela Lei nº 11.121/2005 (PL nº 856/2003, do Deputado Roberto Gouveia - PT/SP).

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br