Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Enfermagem discute reabertura da mesa de negociação das 30h


 
O Fórum Nacional de Valorização da Enfermagem – 30h Já! solicitou a reabertura da mesa de negociações sobre a regulamentação da jornada de trabalho, em audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira (22/7).
 
Coordenador do Fórum, Valdirlei Castagna destacou a importância do projeto, juntamente com dirigentes do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), da Federação Nacional de Enfermeiros (FNE), da Anaten (Associação dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem) e da Aben (Associação Brasileira de Enfermagem). “A jornada de 30h é preconizada pela Organização Mundial de Saúde”, afirmou. Longas jornadas estão associadas ao aumento de ocorrências adversas na Saúde e ao adoecimento dos profissionais.
 
O ministro afirmou que o momento é delicado e solicitou dados adicionais para reabertura da mesa, condicionada à discussão sobre insalubridade.
 
“Propomos uma implementação gradual da jornada, reduzindo o impacto financeiro”, ponderou a vice-presidente do Cofen, Irene Ferreira, que se comprometeu a encaminhar dados detalhados da Pesquisa Perfil da Enfermagem (Cofen/Fiocruz) sobre jornada e duplo vínculo, para subsidiar as discussões. A pesquisa aponta forte desgaste profissional e indícios de saturação do mercado de trabalho, com desemprego aberto e achatamento salarial.
 
As organizações ponderaram que o executivo federal e vários executivos municipais já adotam jornada de 30h para a Enfermagem. A jornada predominante na Enfermagem é atualmente de 36h, e não mais 40 a 44h, o que reduziria o impacto orçamentário da regulamentação da jornada. A geração de empregos e a redução de afastamento funcional pelo INSS também contribuiriam para mitigar o impacto.
 
População apoia 30h – A regulamentação da jornada de trabalho da Enfermagem tem forte apoio da população. Manifestações favoráveis ao projeto lideraram, em 2015, o contato dos cidadãos por meio da Central de Comunicação Interativa responsável pelo Disque-Câmara (0800 619 619) e pelo Fale Conosco do Portal (faleconosco.camara.leg.br). O projeto tramita desde 2010 e já foi aprovado em todas as comissões.
 
 
Fonte: Cofen
 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br