Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Pílula do dia seguinte antiaids será oferecida em unidades 24h na capital


A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo passará a oferecer a profilaxia pós-exposição (PEP), conhecida como "pílula do dia seguinte contra a aids", em 18 unidades de saúde da cidade com funcionamento 24 horas. Hoje, ela é ofertada apenas em serviços especializados contra DSTs, que ficam abertos das 7 horas às 19 horas. A PEP estará disponível em hospitais e prontos-socorros municipais de todas as regiões da cidade.

 
De acordo com a secretaria, a oferta dos antirretrovirais em unidades com funcionamento 24 horas aumenta a chance de sucesso do tratamento. Isso porque a recomendação médica é que o uso dos medicamentos seja iniciado em até 72 horas após relação sexual desprotegida ou outra situação de risco.
 
Como as unidades especializadas que oferecem o serviço ficam abertas somente em horário comercial, era difícil garantir o acesso à PEP no período da noite e nos fins de semana.
 
 
A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo passará a oferecer a profilaxia pós-exposição (PEP), conhecida como "pílula do dia seguinte contra a aids", em 18 unidades de saúde da cidade com funcionamento 24 horas. Hoje, ela é ofertada apenas em serviços especializados contra DSTs, que ficam abertos das 7 horas às 19 horas. A PEP estará disponível em hospitais e prontos-socorros municipais de todas as regiões da cidade.
 
De acordo com a secretaria, a oferta dos antirretrovirais em unidades com funcionamento 24 horas aumenta a chance de sucesso do tratamento. Isso porque a recomendação médica é que o uso dos medicamentos seja iniciado em até 72 horas após relação sexual desprotegida ou outra situação de risco. Como as unidades especializadas que oferecem o serviço ficam abertas somente em horário comercial, era difícil garantir o acesso à PEP no período da noite e nos fins de semana.
 
O uso correto dos medicamentos da profilaxia pós-exposição diminui em até 96% o risco de contaminação pelo HIV após situação de risco. Para isso, o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível e seguido por 28 dias.
De acordo com a secretaria, parte dos 18 serviços já estão oferecendo a PEP e os demais começarão a ofertar o tratamento em setembro.
 
 
Fonte: UOL
 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br