Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Cálculo Aposentadoria
   Convenções Coletivas
   Colônia, Clube e Rancho
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Lixo hospitalar fica exposto em UPA


No Bela Vista, agulhas usadas e materiais contaminados com sangue ficam separados da calçada apenas por grade, após furto de portas de alumínio

FONTE: JC/BAURU

Seringas e agulhas usadas, ampolas de medicamento vazias e materiais hospitalares contaminados com sangue estavam expostos, nessa quinta-feira (25), no depósito de lixo da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bela Vista. O local, que conta apenas com grade, fica no limite da calçada, na quadra 20 da rua Alto Juruá, por onde passam inúmeras pessoas, inclusive crianças, todos os dias.

Inconformado, um morador de Bauru, que preferiu manter o anonimato, procurou a reportagem e enviou fotografias do problema. “Coletores de lixo e a população em geral ficaram sujeitos a graves riscos, já que todo esse material foi jogado sem ser embalado em recipiente adequado e lacrado”, reclama.

O flagrante foi feito por ele por volta do meio-dia e, às 14h, o abrigo já teria sido higienizado. Trata-se de um problema já divulgado pelo Jornal da Cidade ao longo do último ano, desde que as portas de alumínio que protegiam o local foram furtadas. Em agosto do ano passado, o depósito sequer contava com grade e o lixo infectante passou a ser revirado por moradores de rua e animais, conforme relataram vizinhos e um profissional da saúde ouvidos pelo JC à época. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, após o furto das portas, a Diretoria do Departamento de Urgência e Unidades de Pronto Atendimento (Duupa) instalou grades e peças de madeirite no local, que acabaram sendo vandalizadas.

Atualmente, uma parte do abrigo conta apenas com grade, o que, possivelmente, permitiu a entrada de animais, que reviraram o lixo. Ainda de acordo com a assessoria, há um processo em andamento para compra de novas portas para o depósito.

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br