Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Cálculo Aposentadoria
   Convenções Coletivas
   Colônia, Clube e Rancho
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Encontro Paulista da Saúde debate entrada do capital internacional na saúde brasileira


 

CLIQUE AQUI E VEJA O FOLDER DO ENCONTRO PAULISTA DA SAÚDE

 

Este será o tema do encontro entre os dias 17 e 20 de outubro em Praia Grande, onde o Sindsaúde de Jaú e Região terá uma delegação para contribuir com as discussões

A Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo realiza em outubro o 18º Encontro Paulista da Saúde, em sua Colônia de Férias Firmo de Souza Godinho, em Praia Grande. O Sindsaúde de Jaú e Região vai estar presente com uma delegação coordenada pela presidente do sindicato, Edna Alves.

Com o tema “A entrada do capital internacional na saúde e o desmonte dos direitos trabalhistas”, o evento ocorre nos dias 17, 18, 19 e 20 de outubro. Conta com uma programação bastante diversificada que será debatida por trabalhadores, sindicalistas, especialistas e membros do judiciário brasileiro, inclusive com representação internacional.

Financiamento da saúde - De acordo com o presidente da Federação Paulista da Saúde, Edison Laércio de Oliveira, as mudanças que ocorreram na política brasileira e a crise econômica no Brasil exigem dos governos municipais, estaduais e federal uma resposta imediata sobre políticas que priorizem a destinação de recursos públicos em atividades essenciais ao bem-estar da população. “Estamos vivendo um momento de flexibilização da CLT e entregando cada vez mais os direitos de cada trabalhador aos empresários. Os últimos governos de Dilma e agora de Michel Temer planejam uma política apenas para agradar à elite e a discussão sobre estes e outros temas são fundamentais, pois a sociedade civil precisa dar uma resposta contundente e contrária a estes retrocessos que todos os brasileiros estão vivendo”, destaca Edison Oliveira.

“Alem disso, não há um planejamento sobre financiamento público na área da saúde. O País gasta cerca de 9% do PIB no setor, mas somente 45% desta porcentagem é gasto público, o restante é privado. Precisamos repensar a equação deste financiamento para garantir que as áreas públicas e privadas ofereçam o que for necessário para o usuário de forma igualitária, mas isto está longe de ser feito pelos gestores públicos e privados da saúde.”

“Visto que estes e mais problemas são causados por má gestão e desinteresse do poder público, quando iremos discutir de fato sobre um novo modelo de gestão de saúde que beneficie todos os pacientes e profissionais do setor? Neste Encontro, queremos dar nossa contribuição para o aprimoramento do atendimento no Brasil, mas criando uma sólida base que é representada pelos trabalhadores da saúde, os quais precisam e devem ser respeitados e valorizados, pois são eles que estão ligados diretamente com a saúde da população”, reforça Edison.

Trabalhador valorizado - Aprofundar sobre os assuntos e estudar maneiras de como o movimento sindical deve atuar na crise econômica são os objetivos do 18º Encontro Paulista da Saúde. “Queremos dar nossa contribuição para o aprimoramento do atendimento em saúde no Brasil, mas criando uma sólida base que é representada pelos trabalhadores da saúde, os quais precisam e devem ser respeitados e valorizados, pois são eles que sustentam a saúde da população”, reforça Edison.

Entre os palestrantes e convidados estão o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah; o professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (TTFPR) e doutor em sociologia pela Unicamp, Geraldo Augusto Pinto; o doutorando em Economia da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, especialista em Programa de Estudos Avançados em Administração Hospitalar e de Sistemas de Saúde pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e FGV e diretor-geral do Complexo de Saúde de Mauá (FUABC).

E ainda: José Alexandre Buso Weiller; o desembargador federal do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 15ª Região,Manoel Carlos Toledo; o advogado, especialista em Direito Previdenciário e Processo do Trabalho e conselheiro federal do Instituto dos Advogados Previdenciários (Iape), José Roberto Sodero Victório; e o secretario general de La Federación de Asociaciones de Trabajadores de la Sanidad Argentina (FATSA), Carlos West Ocampo, que é também o presidente do Comitê Executivo Mundial UniCare, Uni Global Union, um sindicato que representa mais de 20 milhões de trabalhadores no mundo, do qual a Federação Paulista da Saúde é filiada.

 

Dia 17 – Abertura (palestra magna)

19h30 – A entrada do capital internacional na saúde e o desmonte dos direitos trabalhistas

Palestrante: Professor Geraldo Augusto Pinto - professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (TTFPR) e doutor em sociologia pela Unicamp. Autor de ‘A organização do trabalho no século 20: Taylorismo, fordismo e toyotismo’.

Convidados:
Ricardo Patah -  Presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT)
José Calixto Ramos – Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST)
Adilson Gonçalves de Araújo – Presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

 21 horas - Coquetel de boas-vindas

 

Dia 18 

8h30 – “A abertura do sistema de saúde para o capital estrangeiro” 
Palestrante: José Alexandre Buso Weiller – doutorando em Economia da Saúde pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, especialista em Programa de Estudos Avançados em Administração Hospitalar e de Sistemas de Saúde pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e FGV e diretor-geral do Complexo de Saúde de Mauá (FUABC)

10h30 - Coffee break

11h – O valor social do trabalho e a livre iniciativa: Guilherme Aparecido Bassi de Melo – Professor, mestre e assessor de desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 15ª Região 

12h30 - Almoço

14h – Negociado sobre o legislado: Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani – Diretor da Escola do TRT – 15ª Região e desembargador federal do Trabalho

15h30 – Coffee break

16 horas – Terceirização no Direito do Trabalho – Manoel Carlos Toledo – desembargador federal do TRT – 15ª Região

18 horas - Encerramento

 

Dia 19 

8h30 – Financiamento sindical

Palestrantes:

Raimundo Simão de Melo – Professor, advogado e procurador do Trabalho aposentado

10h30 - Coffee break

11h – debates

12h30 – almoço

14 horas

Tema: Reforma da Previdência Social

Palestrantes:

Ivani Contini Bramante – desembargadora do TRT – 2ª Região e desembargadora federal do trabalho

- José Roberto Sodero Victório - advogado, pós-doutor em Bioética, Saúde, Direitos Humanos e Meio Ambiente pela Universidade de Salerno (Itália), especialista em Direito e Processo do Trabalho e conselheiro federal do Instituto Avançado de Pesquisas Educacionais (IAPE)

16 horas – Coffee break

16h30 – Debates

18h - Encerramento

 

Dia 20

8h30 – Como superar as dificuldades e alcançar resultados efetivos em sua vida – Jéssica Paula  Jornalista formada pela Universidade de Brasília (Unb), especialista em reportagem especial, documentário e política internacional em Madri. Deficiente físico desde os 6 anos, andou sozinha por mais de 20 países em busca de grandes histórias

9h30 – Panorama mundial das condições de trabalho na área da saúde  - Carlos West Ocampo  - Secretario General de La Federación de Asociaciones de Trabajadores de la Sanidad Argentina (FATSA) e o presidente do Comitê Executivo Mundial UniCare – Uni Global Union

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br