Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Associação deixa gestão de único hospital de Itapuí


 
AHBB dá aviso prévio a 30 funcionários; prefeitura tem 72 horas para demonstrar que medidas serão tomadas
 
fonte: comércio do jahu
 
A Associação Hospitalar Beneficente do Brasil (AHBB) encerra no fim deste mês a gestão do Hospital e Maternidade São José, única unidade de internação em Itapuí. Os 30 funcionários da organização social já receberam aviso prévio.
O Ministério Público Federal (MPF) em Jaú requereu à Justiça que o prefeito Antônio Álvaro de Souza (PTB) esclareça quais medidas serão tomadas em 72 horas. Ontem, o juiz federal Guilherme Andrade Lucci deferiu o pedido, obrigando o chefe do Executivo a prestar os esclarecimentos, sob pena de multa diária de R$ 500.
O procurador da República, Marcos Salati, acompanha o caso desde o início do ano, uma vez que o contrato entre empresa e prefeitura terminou no fim de 2016. O MPF ajuizou ação para evitar a interrupção do trabalho e a Justiça Federal concedeu liminar determinando que o contrato fosse prorrogado por 180 dias – prazo que termina em junho.
Agora, o Ministério Público quer informações sobre como o atendimento à população será prestado. “A prefeitura já deveria ter utilizado este prazo para definir como irá garantir o serviço”, afirma Salati. Em paralelo, o MPF apura se houve falhas na prestação de contas da AHBB, que está em Itapuí desde janeiro do ano passado (leia texto).
O processo também é acompanhado pelo promotor Alexandre de Campos Bovolin, do Ministério Público Estadual. 
Dos três convênios que o município mantinha com a organização social, dois foram incorporados pelo Poder Executivo, entre os quais o que previa a gestão do pronto-atendimento.
As internações hospitalares e os serviços de clínica médica e pediatria continuaram a cargo da associação. Os atendimentos de urgência e emergência já são remetidos à Santa Casa de Jaú.
 
Imóvel

O entrave tem outro componente: o prédio do hospital era alugado pela entidade, que já comunicou a saída do imóvel aos proprietários.

“O juiz determinou que o convênio fosse prorrogado por 180 dias até que a prefeitura montasse um plano estratégico, e isso acaba no dia 30 de junho”, alega o diretor operacional da AHBB, Marcus Petrilli.
Os trabalhadores dispensados são dos setores de enfermagem, nutrição, limpeza e administração – os médicos já são contratados pelo Poder Executivo.
O Comércio tentou contato com o prefeito de Itapuí, mas não conseguiu até o fechamento desta reportagem.
 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br