Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Cálculo Aposentadoria
   Convenções Coletivas
   Colônia, Clube e Rancho
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Santa Casa pede credenciamento para Rede AVC


Medida possibilitará o funcionamento de centro de neurologia e neurocirurgia do hospital 
 
FONTE: COMÉRCIO DO JAHU
 
A Santa Casa de Jaú pleiteia junto ao Departamento Regional de Saúde (DRS) de Bauru credenciamento na linha de cuidados do acidente vascular cerebral (AVC). Com essa medida, será possível o funcionamento dos 23 leitos, sendo 15 destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e oito aos convênios e particulares, do Centro de Neurologia e Neurocirurgia Dr. Jorge Atalla, que no momento está parado. 
A ala reunirá toda a equipe de médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, entre outros profissionais treinados para trabalhar com o paciente que sofreu AVC. “Está comprovado que uma unidade de AVC que reúne fisicamente esses pacientes em um lugar comum funciona melhor do que espalhados no hospital”, explica o neuroclínico da Santa Casa de Jaú Jonas Bernardes de Lima Filho. Pacientes neurocirúrgicos, tratamentos de coluna e pós-operatórios também ficarão concentrados nesse local. 
O espaço inaugurado no dia 17 de março de 2017 recebeu investimentos de R$ 500 mil, cujo custeio foi parte de doação da família Atalla e parte do próprio hospital. Embora esteja pronto para o funcionamento, o centro está fechado até o credenciamento junto ao DRS. 
Com os pacientes concentrados no mesmo local, o médico acredita que poderão ser oferecidos melhores cuidados. “Existem diversos trabalhos que mostram esses benefícios. Inclusive, para ter ajuda do SUS para medicação na fase aguda do AVC, que é a medicação trombolítica, são vários critérios que estamos no processo de preenchimento”, comenta Lima Filho. 
O provedor da Santa Casa de Jaú, Alcides Bernardi Júnior, informa que a ideia é formar um sistema para que o paciente seja tratado rapidamente em caso de um acidente vascular cerebral. Conhecido por Rede AVC, o tratamento deve ser feito nas primeiras 4,5 horas e reúne série de procedimentos e profissionais, além de também contar com o apoio dos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 
Para que o serviço funcione, no entanto, é preciso que a população conheça os sintomas de um AVC para identificá-los previamente e evitar que o quadro avance (veja quadro). 

 

Impasse
 
Em nota, o DRS de Bauru esclarece que a Santa Casa de Jaú já é credenciada na alta complexidade de neurologia e neurocirurgia. O departamento aguarda a definição, por parte do hospital, dos protocolos e fluxos de pronto-atendimento para obtenção do credenciamento na linha de cuidados do AVC. 
Bernardi Júnior afirma que a documentação foi enviada para o credenciamento e deve haver reunião nesta semana no DRS para definir detalhes do centro.
 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br