Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Cálculo Aposentadoria
   Convenções Coletivas
   Colônia, Clube e Rancho
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Prefeitura negocia parcelar em 60 meses para devolver dinheiro da UPA


Para transformar unidade em Centro de Especialidades, administração municipal de Pederneiras deverá repassar cerca de R$ 1,5 milhão ao governo federal

FONTE: JAUMAIS

Para transformar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Centro de Especialidade, como anunciou na última semana, a Prefeitura de Pederneiras terá que devolver cerca de R$ 1,5 milhão ao governo federal. Segundo o município, o pagamento da quantia é possível, já que a negociação está em andamento e há expectativa de que o valor seja parcelado em até 60 meses.

Em nota enviada nos últimos dias ao JC sobre a transformação anunciada pelo prefeito Vicente Minguli, o Ministério da Saúde confirmou que a gestão municipal decidiu pelo fechamento da UPA 24h. E que não é possível a mudança do objeto da unidade, que foi constituída com finalidade não especializada. Em nota, o órgão diz que orientou o gestor quanto aos trâmites necessários para devolução do recurso. 

"Assim que for finalizado o fechamento será revogada a portaria de habilitação de custeio mensal (interrompendo o repasse), e demais trâmites para devolução do recurso de investimento", acrescenta o Ministério.

A prefeitura informa que a devolução dos recursos viabiliza a transformação do prédio e que já tomou todas as medidas legais, administrativas e burocráticas, necessárias.

'COM BONS OLHOS'

Sobre a negociação para a devolução dos recursos investidos no prédio, o município ressalta que "o próprio Ministério está empenhado em resolver esta questão da melhor forma, inclusive com parcelamento dos recursos em 60 meses, já que esta também é uma reivindicação da Procuradoria Geral do Estado, uma vez que muitos municípios encontram-se nesta situação, ou seja, de terem recebido a UPA sem condições para custeá-la", informa a gestão municipal em nota.

A prefeitura garante que o modelo de reformulação da unidade foi visto "com bons olhos" pelo Ministério e aponta, ainda, que a transformação poderá servir de exemplo para outros municípios.

 

A TRANSFORMAÇÃO

Inaugurada em dezembro de 2016 e com custeio mensal de R$ 100 mil do Ministério da Saúde, a UPA foi construída com investimento do Ministério na ordem de R$ 1,4 milhão. E recebeu ainda aporte de R$ 562 mil para aquisição de mobiliários e equipamentos.

Em 11 de julho, o JC publicou reportagem sobre o anúncio de transformaçãoda unidade. A baixa quantidade de emergências recebidas no local é o que teria motivado a mudança.

O município alega que 31 de julho será o último dia de funcionamento da UPA e promete inaugurar o Centro de Especialidades já no início de agosto. A ideia é oferecer no local atendimentos de neurologia, gastroenterologia, cardiologia, otorrinolaringologia, psiquiatria, oftalmologia, vascular, dermatologia, endocrinologia e urologia. Parte dos funcionários da atual UPA serão remanejados.

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br