Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Governo perdeu força e não tem votos hoje para Previdência, diz Maia


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira (4) que a expectativa de uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer debilita sua força no Congresso e ameaça a votação de reformas econômicas.

"Não dá para negar o governo no Congresso perdeu alguma força, sem dúvida nenhuma. Claro que esse tipo de ato, a denúncia, gera desgaste, vamos dizer assim, algum tipo de desarticulação", disse Maia.
 
Sobre a reforma da Previdência, Maia afirmou que, "na Câmara, o problema não é data, é ter voto". "Hoje tem menos voto do que tinha, do que tinha... quando tinha 280 votos. Hoje não tem 280 votos."
 
Com a proximidade de ano eleitoral, o presidente da Câmara disse que a reforma da Previdência "ou vai aprovar em outubro, novembro, ou não vai aprovar", ele disse e depois emendou: "Ou vai adiar."
 
Maia participa de evento da revista "Exame", em São Paulo. Fez uma longa defesa de privatizações e da redução do Estado, criticou privilégios no setor público e mesmo no privado, como para ele a TLP garantia.
 
Disse que tem "fixação" pela reforma trabalhista e defendeu que seja fatiada para tramitar mais rapidamente. 
 
Fonte:FOLHA
 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br