Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Operação Ouro Verde apura desvios de recursos públicos da saúde; Bariri também é alvo


fonte: g1

Estão sendo cumpridos 33 mandados de busca e apreensão e seis de prisão.

Ministério Público e a Polícia Militar cumprem na manhã desta quinta-feira (30) 33 mandados de busca e apreensão e seis de prisão em sete municípios do estado de São Paulo. A investigação apura desvio de recursos públicos da área da saúde.

Uma pessoa havia sido presa em Campinas (SP) até as 7h40 e ao menos R$ 1 milhão foram encontrados na casa de um dos investigados. Dois carros de luxo, das marcas BMW e Ferrari, foram apreendidos em um condomínio de alto padrão na cidade.

 

De acordo com os promotores, um dos alvos é a Organização Social (OS) Vitale, que administra o Hospital Ouro Verde, em Campinas (SP). Procurada pelo G1, a Vitale informou que vai se pronunciar em breve.

Os mandados estão sendo cumpridos em casas de investigados, na sede da Vitale dentro do hospital e na Prefeitura, onde o foco são os contratos.

G1 também entrou em contato com a Prefeitura de Campinas, que informou que vai se pronunciar ainda nesta manhã. O acesso de funcionários ao prédio não foi bloqueado, segundo a administração municipal.

De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, apurou-se que um grupo ligado à Vitale utiliza essa entidade para obter indevida vantagem patrimonial. Ainda segundo o Gaeco, essa vantagem é obtida pelo desvio sistemático de recursos públicos da área de saúde. A Vitale é uma organização sem fins lucrativos.

 

Prisão e apreensões

Segundo o tenente-coronel da Polícia Militar Marci Elber, os mandados de busca, apreensão e prisão foram cumpridos em três casas no condomínio Alphaville. Os carros foram aprendidos na casa de Fernando Vitor Torres Nogueira Franco, que foi preso. Ele é ligado à OS Vitale.

O dinheiro estava na casa de outro investigado. A residência de um quarto investigado, no bairro Botafogo, na Rua Elisiário Prado, também foi alvo da operação.

Todo o material apreendido será levado para a sede do MP, segundo informou a PM. O suspeito preso foi levado para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas, no Jardim Londres.

 

Outras cidades

Também estão sendo alvos da Operação Ouro Verde as cidades de São Paulo, Bariri, Santa Branca, Ubatuba e Várzea Paulista. A sétima cidade ainda não foi informada.

https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/operacao-ouro-verde-apura-desvios-de-recursos-publicos-na-saude-hospital-de-campinas-e-alvo.ghtml

 


Dinheiro apreendido durante a Operação Ouro Verde (Foto - Divulgação Gaeco)

 


Preso durante a Operação Ouro Verde, em Campinas, espera na viatura da Polícia Militar (Foto - Reprodução EPTV)

 


Carros apreendidos na Operação Ouro Verde, em Campinas (Foto - Reprodução EPTV)

 


A sede da Prefeitura de Campinas (Foto -  Reprodução EPTV)

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br