Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

COMÉRCIO DO JAHU TRAZ OS NOMES DOS ENVOLVIDOS NO ESCANDALO DA SANTA CASA DE JAÚ


Em coletiva de imprensa realizada ontem, a mesa diretora da Santa Casa informou que auditoria interna realizada no hospital, a partir de 2009, levou à ação que deixou indisponíveis os bens de nove pessoas que atuavam na filantrópica – apenas um funcionário permanece nos quadros da entidade.
Conforme o Comércio noticiou ontem, a 1ª Vara Federal em Jaú determinou o bloqueio de bens de nove pessoas acusadas de improbidade administrativa. O grupo atuou entre os anos de 2005 e 2009. Ao todo, mais de R$ 700 mil foram bloqueados.
Os bens bloqueados são da ex-diretora administrativa Jovani Maria Gil de Andrade e Silva (R$ 342 mil), Roosevelt Andolphato Tiago (R$ 149 mil), Deivis Manoel Gonçalves (R$ 94,5 mil), Samuel Fortunato (R$ 94,5 mil), Dione Maria Othero Biazetti (R$ 16,4 mil), Gerson Correa (R$ 16,4 mil), Altineu Mamede Boldo (R$ 5 mil), Célia Regina dos Santos (R$ 5 mil) e Rosimeire Torchetto de Oliveira (R$ 61,8 mil).
Os réus passaram pelo hospital como funcionários ou prestadores de serviço.
Histórico
A auditoria foi aberta em 2009 porque a diretoria desconfiou de irregularidades na contabilidade do hospital, como superfaturamento. “Foram constatadas algumas irregularidades. Assim que a auditoria foi terminada, mandamos os documentos para a polícia”, explicou ontem o provedor Alcides Bernardi Júnior. A Santa Casa não figura no polo passivo da ação.
O caso foi investigado, encaminhado ao Ministério Público Estadual, que encaminhou a apuração ao Ministério Público Federal em Jaú.
A reportagem acionou o advogado da ex-diretora administrativa, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição. (JGD)

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br