Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NA MÍDIA: Comércio do Jahu informa que Perlatti antecipa dinheiro da Unoeste


11/01/2018
 
Comércio do Jahu traz notícia de que Hospital Thereza Perlatti conseguiu dinheiro antecipado da Unoeste para pagar parte do salário que estava atrasado.
“Não significa dizer que a situação vai piorar ou se a gente vai conseguir se manter, mas a ideia é lutar até quando as forças permitirem”, disse ontem o presidente do conselho administrativo da associação, Paulo Luís Capelotto.
 
(CAPELOTTO INFORMOU SEMANA PASSADA QUE SÓ SOBROU ELE NO CONSELHO ADMINISTRATIVO. OS OUTROS CONSELHEIROS SE AFASTARAM.
SEGUNDO O SINDSAÚDE APUROU, CONSELHEIROS NÃO TERIAM ACEITADO QUE O HOSPITAL SE TRANSFORMASSE NUMA OS (ORGANIZAÇÃO SOCIAL) PARA CONCORRER EM LICITAÇÕES POR AI PARA ADMINISTRAR UPAs, AMEs E OUTROS SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE.
O PERLATTI, ALIÁS, NÃO VENCEU AS CONCORRÊNCIAS NAS QUAIS PARTICIPOU EM OURINHO, SÃO CARLOS E MOGI )
 
 

Perlatti quita salário e retoma internações

Funcionários querem anistia dos dias parados para encerrar greve, que já dura três semanas

O Hospital Thereza Perlatti comunicou a Secretaria de Estado da Saúde que está disponível para receber novas internações. O recebimento de novos pacientes foi suspenso na semana passada. A direção alegava que a greve dos funcionários da entidade, deflagrada em dezembro, poderia comprometer a qualidade do atendimento dos pacientes.
Atualmente, em torno de 370 pessoas dependem do hospital, tanto nas alas de internação via Sistema Único de Saúde (SUS) quanto nos leitos particulares e na Casa Dia, na qual os usuários frequentam o serviço durante o dia.
Ontem, o hospital quitou os salários dos servidores – no fim da semana passada, os trabalhadores receberam 60% do previsto. A direção conseguiu antecipar recurso proveniente do aluguel de ala da entidade para a Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), inteirando a folha de pagamento de R$ 410 mil.
O Perlatti vai ainda cobrar do Estado e da União o repasse de valores contratualizados que não foram pagos ao longo dos últimos anos, na expectativa de ampliar as frentes de receita e evitar novos atrasos nos pagamentos.
“Não significa dizer que a situação vai piorar ou se a gente vai conseguir se manter, mas a ideia é lutar até quando as forças permitirem”, disse ontem o presidente do conselho administrativo da associação, Paulo Luís Capelotto.

 

Estabilidade
 
Enquanto isso, a greve da categoria continua porque os funcionários querem garantia de estabilidade pelos próximos três meses e que os dias parados não sejam descontados. O hospital já concordou com a manutenção dos empregos, mas cortou os salários daqueles que aderiram à greve. O caso foi parar na Justiça.
“O hospital deveria pedir que a greve fosse julgada antes de fazer o corte. Como não fez, nós fizemos”, explica a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Jaú e Região (Sindicato da Saúde), Edna Alves. É provável que nova mesa de negociações seja chamada nos próximos dias para tentar por fim à questão.
A presidente nega que a greve tenha perdido adesão. Segundo ela, alguns funcionários pediram demissão diante do atraso nos pagamentos. É provável que parte deles ingresse com ações de rescisão indireta – quando o trabalhador deixa o emprego por conta própria, mas consegue as multas rescisórias.
(Fonte: Comércio do Jahu)
 
 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br