Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos Coletivos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Sisnaturcard
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Santa Casa de Bariri chama funcionários para tentar explicar novo atraso de pagamento


07/03/2018

- Sindicato da Saúde vai estar ao lado dos trabalhadores na reunião das 15h de hoje na Sala de Reunião do hospital

- Pagamento deveria ser pago hoje, mas tudo indica que haverá atraso pelo quarto mês seguido

- Assembleia dia 20 de fevereiro deliberou pelo estado de greve; paralisação pode começar a qualquer momento

A Santa Casa de Bariri está um caos, com pacientes deixando de serem atendidos por causa da greve dos médicos do Pronto Socorro desde às 0h00 deste dia 7 de março, por falta de pagamento. E ainda tem a ameaça de greve geral dos profissionais da saúde. A situação tende a piorar ainda mais.

Os funcionários estão em estado de greve, podendo parar a qualquer momento, conforme deliberação de assembléia realizada pelo Sindicato da Saúde de Jaú e Região no dia 20 de fevereiro.

Já é certo que a Organização Vitale Saúde não vai fazer o pagamento dos funcionários neste quinto dia útil. Com medo da greve, a Vitale convocou os funcionários para reunião as 15h de hoje (7/03) para “tratar de assuntos de interesses dos colaboradores”‘. A presidente do Sindicato da Saúde, Edna Alves, confirmou presença na reunião para acompanhar os trabalhadores da categoria.

Questionamentos - “Nessa reunião todos os trabalhadores da saúde devem comparecer, para ver o esclarecimento do diretor da Vitale/Santa Casa. Depois vamos fazer nossos questionamentos”, falou Edna, que esteve no Pronto Socorro da Santa Casa na noite de terça-feira e acompanhou o início da paralisação dos médicos. O PS só atende casos de urgência e emergência.

Edna disse que o diretor administrativo e financeiro da Vitale, Antonio Marcos Carneiro Pereira, “estava no hospital na noite de terça-feira e não quis nem conversar. Ele disse que iria resolver o problema  do pronto socorro”, comentou.  Sobre o problema do atraso dos salários dos funcionários ele não disse nada. Desde o salário de novembro tem sido constante o atraso no pagamento. Em fevereiro, o pagamento saiu com 14 dias de atraso.

Nariz de palhaço - Uma das funcionárias da Santa Casa, revoltada com o pouco caso da administração do hospital, convoca a todos os colegas para a reunião e para a greve quando for deflagrada. “Vamos nos unir ou vai ficar como está. Todo mês é a mesma coisa. Quando fizemos o manifesto, mostramos um pouco da nossa força. Agora não podemos enfraquecer. Temos que ficar mais fortes e mostrar pra que estamos e pra que viemos.  Vamos mostrar que nós, da enfermagem, temos força sim e somos Unidos. Está na hora de começar a fazer a diferença.”

Greve dos médicos - Os médicos do Pronto Socorro da Santa Casa cruzaram os braços porque não receberam o pagamento – a Prefeitura de Bariri não fez o repasse por falta de convênio com a Organização Social Vitale Saúde, que administra a unidade e está sem documento que a permita celebrar convênios.

No link a seguir, informação do Jornal Candeia sobre a paralisação dos médicos.
https://www.facebook.com/JornalCandeia/videos/1756686224398970/
 
Mais um link de reportagem sobre a greve. Agora, diretor da Vitale fala sobre a greve:
 
Reportagem da Rádio Clube com o prefeito de Bariri
 
 
 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br