Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos Coletivos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Sisnaturcard
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Audiência põe fim a greve em Bariri


23/03/2018

Em assembleia nessa quarta (21) à noite, funcionários da Santa Casa concordaram com os termos do acordo firmado entre a Vitale Saúde e o Sindicato da Saúde no TRT

JC BAURU / Lilian Grasiela

 
 
 
Sindicato da Saúde/Divulgação
Nesta quarta (21), os funcionários aguardaram em frente à Santa Casa de Bariri o resultado da audiência de conciliação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em assembleia realizada na noite dessa quarta-feira (21), funcionários da Santa Casa de Bariri (56 quilômetros de Bauru) decidiram encerrar greve que durava 11 dias. À tarde, audiência de conciliação entre o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Jaú e Região (Sindicato da Saúde) e a Organização Social Vitale Saúde no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-15) em Campinas definiu prazos para o depósito dos próximos salários e fixou multas pelos atrasos ocorridos. Trabalhadores do turno da noite já retornaram ao trabalho.

O acordo firmado entre as partes prevê que os dias parados não poderão ser descontados e garante a estabilidade dos grevistas por 90 dias. Além disso, a Vitale Saúde terá de pagar multa de 6% sobre os salários de cada um dos empregados em duas parcelas de 3% nas folhas de pagamento dos meses de junho e julho.

A OS também assumiu o compromisso de pagar em dia os salários a partir da folha de maio, que deverá ser depositada até o quinto dia útil de junho. Para os meses de março e abril, os valores serão parcelados, com pagamento de 60% do salário de cada funcionário no quinto dia útil e dos 40% restantes até o dia 25 de cada mês.

No caso de atrasos não previstos no acordo, a Vitale terá de pagar multa de 10% sobre os salários para o empregado prejudicado. "Tivemos uma decisão favorável para os trabalhadores da saúde que lutaram contra o atraso no pagamento de salários", diz a presidente do Sindicato da Saúde, Edna Alves. "Os funcionários aceitaram os termos".

A PARALISAÇÃO

No dia 20 de fevereiro, os funcionários da Santa Casa de Bariri aprovaram em assembleia o estado de greve. Como os salários de fevereiro não foram depositados no quinto dia útil de março, no dia 11, eles decidiram dar início à paralisação da categoria.

No dia 7, a Vitale havia anunciado que pagaria os salários em duas parcelas - 30% no dia seguinte e 70% após a transferência de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) prevista para o dia 15 -, mas a proposta foi recusada pelos trabalhadores.

 

 

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br