Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Negociação com HAC mantém benefícios a quem contribui com o Sindicato da Saúde


02/05/2018

- Cesta básica, adicionais noturno e insalubridade, feriado da categoria e outros fazem parte da lista de direitos de quem contribui;

- Por outro lado, quem fez "cartinha" contra o sindicato não tem mais o vale-alimentação e nem outros direitos;

- Quem é sócio garante mais vantagens ainda: como colônia de férias, convênios e descontos em viagens por todo o Brasil

 

Enquanto o sindicato patronal dos hospitais filantrópicos e santas casas se recusam a manter os benefícios conquistados pela categoria ao longo de muita luta, o Sindicato da Saúde de Jaú e Região chamou a Fundação Amaral Carvalho para fazer um negociação em separado. A Fundação topou. Os demais hospitais da base não querem assinar acordo, prejudicando seus funcionários.

O Acordo Coletivo com a FAC, assinado em março e é retroativo a julho de 2017, definiu reajuste salarial e manteve benefícios das convenções coletivas anteriores. De quebra, deu liberdade ao trabalhador apoiar o sindicato ou se opor à contribuição. Quem está ao lado do sindicato vai ter toda a assistência necessária.

A assinatura do Acordo Individual garantiu reajuste salarial aos trabalhadores recuperando as perdas da inflação, garantiu o pagamento de valores em atraso desde julho do ano passado, corrigiu o valor do vale-alimentação para R$ 165 e manteve outros benefícios (lista abaixo). Isso para o trabalhador que autorizou o Imposto Sindical ou a Contribuição Negocial.

Além de assistência jurídica em questões trabalhistas, orientações sobre legislação e demais esclarecimentos, o trabalhador do HAC que contribui com o Sindicato da Saúde  faz jus a uma série de benefícios negociados anualmente em toda campanha salarial.

A presidente do Sindicato da Saúde, Edna Alves, diz que a Reforma Trabalhista tentou acabar com os sindicatos, mas poderá unir ainda mais os trabalhadores. "Agora, quem não estiver com seu sindicato vai ter de negociar sozinho. Vai ter de enfrentar o patrão e correr o risco de ser mandado embora."

Ela aproveita para agradecer aos funcionários do HAC que deram apoio ao trabalho do sindicato e convida para que fiquem sócios. O sócio do Sindicato da Saúde tem muitas vantagens que não fazem parte da convenção. O sócio tem seguro de vida, tem descontos em viagens pelo Brasil, tem colônia de férias a preço camarada, tem descontos em lojas, profissionais da saúde, médicos e outros estabelecimentos, tem assessoria jurídica, atendimento psicológico a preço simbólico, área de lazer/clube de campo, participação em eventos sociais , entre outros.

 

Benefícios para quem paga contribuição ao sindicato (*)

- Reajuste salarial e eventuais diferenças retroativas

- Cesta básica/Vale alimentação de R$ 165 mensais

- Homologação e orientações no sindicato com supervisão do Dep. Jurídico

- Adicional de Insalubridade sobre o salário-base da função

- Adicional noturno das 22h até o término da jornada

- Carga horária de 12 x 36 ou 6 horas diárias (enfermagem)

- Feriado do Dia do Trabalhador da Saúde (12 de maio)

- Horas extras com 100% (da terceira em diante)

- Berçário-creche no valor de 10% do menor salário da função

- Estabilidade pré-aposentadoria de um ano

- Lanche noturno

- Entre outros, conforme Acordo Coletivo no site www.sindsaudejau.com.br

(*) Para quem autoriza contribuições Negocial e Imposto Sindical

Ps: Quem é sócio do sindicato e paga a mensalidade tem tudo isso acima e muitas outras vantagens: seguro de vida, descontos em viagens pelo Brasil, colônia de férias a preço camarada, descontos em lojas, profissionais da saúde, médicos e outros estabelecimentos, assessoria jurídica gratuita, atendimento psicológico a preço simbólico, área de lazer/clube de campo, participação em eventos sociais , entre outros.

 

 

Opositores ao Sindicato perderam direitos

Quem foi contra o Sindicato da Saúde e não quis ser representado pelo sindicato perdeu direitos. A começar pela Cesta Básica/Vale Alimentação. Quem assinou carta de oposição às contribuições para o Sindicato da Saúde ficou sem a "cesta básica" de R$ 165.00.

Dezenas de trabalhadores do Hospital Amaral Carvalho perderam o direito ao cartão de vale-alimentação ao abrirem mão de todas as cláusulas do Acordo Coletivo. E a cesta básica foi o primeiro a perder na folha salarial de abril em diante.

Disseram, por meio de carta assinada e escrita de próprio punho, que são contrários contribuir para a entidade de classe. Estavam cientes que perderiam benefícios, mesmo assim foram até o sindicato e se posicionaram contrários à representatividade do sindicato.

Pela Reforma Trabalhista, quem não é representado pelo sindicato pode tentar negociar por conta própria salários e outros benefícios. Essa reforma, aliás, tirou muitos benefícios, inclusive o fim do pagamento em dobro para quem trabalha em feriados e cumpre jornada de 12 x 36 horas. O feriado virou dia comum.

 

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br