Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Na homenagem ao trabalhador da saúde na Alesp, deputado destaca vocação para trabalhar na área


O Sindsaúde de Jaú e Região participou da sessão solene que comemorou o Dia do Trabalhador da Saúde no Estado de São Paulo, celebrado em 12 de maio. O evento foi no dia 4 de maio na Assembleia Legislativa (ALESP). Entre os 12 profissionais do Estado que receberam a honraria estava André Luis Alves Bueno, funcionário do Hospital Thereza Perlatti.

O deputado estadual Rafael Silva (PSB), proponente da sessão e autor do projeto que criou o dia estadual para a categoria, disse que a homenagem é justa a uma categoria que deve ser respeitada.

O parlamentar disse que "trabalhador da saúde tem de ter vocação", caso contrário não fica na categoria. "Vocês são valorosos. Esses profissionais, mesmo sem receber o salário adequado, dedicam-se em favor dos que mais precisam no momento de fraqueza e de fragilidade, quando socorrem em uma casa de saúde. Quero alertar as autoridades para a realidade que vivem os profissionais de enfermagem e atendentes, que têm de fazer duas ou três jornadas para poder sobreviver", ressaltou.

Ano de eleição - O presidente da Federação Paulista da Saúde, Edison Laércio de Oliveira, apontou a sensibilidade do deputado Rafael Silva todo início de ano ao procurá-lo para programar a sessão solene da saúde. A deste ano, segundo ele, foi especial, pois ocorre após uma "pancada levada pelo movimento sindical e pelos trabalhadores". A referência é à Reforma Trabalhista, que retirou direitos.

No seu discurso, Edison criticou a campanha da TV Globo "O Brasil que eu quero". No entendimento dele, o governo vai usar os depoimentos dos brasileiros para fazer justamente o contrário. Também criticou a Copa do Mundo de Futebol, que vai tirar o foco dos problemas nacionais e do grande momento, que é a eleição.

Para ele, a renovação do Congresso é mais importante do que a própria eleição para presidente, que não manda nada e fica à mercê dos congressistas. Edison recomenda conhecer quem vamos votar. "Não pode ficar pior", diz ele, prevendo renovação de 60%. É importante que sejam eleitos políticos ligados à causa dos trabalhadores. "Muitos que estão lá vão sair algemados".

O presidente da Federação falou do trabalho da entidade, destacando o projeto Educação na Saúde, realizado entre 1998 e 2000 e que profissionalizou auxiliares e técnicos de enfermagem. "A saúde no país só não está pior graças aos profissionais da saúde."

Edison Oliveira garante que os empresários do setor de saúde no Brasil "não estão preocupados em prestar atendimento de qualidade à população; querem só encher os bolsos".

 

"Sem enfermagem não há vida" - Para Jefferson Caproni, representando o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren/SP), "sem a enfermagem, sem a saúde, não há vida". Ex-vereador em Ribeirão Preto e filho do deputado Rafael Silva, Ricardo Silva, falou das dificuldades que o trabalhador da saúde enfrenta no dia a dia nos hospitais, citou as jornadas duplas e triplas. "O brasileiro trabalha muito, mas o governo não reconhece."

Para o deputado estadual Davi Zaia (PPS), os trabalhadores da saúde têm uma importância cada vez maior, pois permanecem o tempo todo acompanhando os pacientes. "A situação de cada um ali é fundamental para que as unidades de saúde funcionem. É uma homenagem já tradicional aqui nesta Casa de Leis", comemorou. 

Alexandre Augusto Ferreira, ex-prefeito de Franca, destacou a necessidade de reconhe¬cimento dos profissionais. "Esse trabalhador deve ser o que mais sente a pressão do dia a dia do trabalho. Não tem depois, nem se pode dizer "vamos esperar". Ele sofre a pressão diária da família e do risco da perda do paciente que está em situação crítica", disse. 
 
Homenageados
 
PRESIDENTE PRUDENTE
Renato Cordeiro de Lima
 
JAU
André Luiz Alves Bueno
 
ARAÇATUBA         
Neusa Correia Da Silva 
 
RIO CLARO
Alinéia Simonato Dias 
 
SANTOS
José Gomes da Silva (adoentado, não pode comparecer. Homenagem entregue a filha, Loanda Cardoso Tavares) 
 
FRANCA
Silvio Donizete Nunes (IN MEMORIAM) – homenagem recebida pela esposa Silvia Cristina de Oliveira
 
RIBEIRÃO PRETO
Ana Maria Ferreira da Silva  
 
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
Gilberto Antonio Pinheiro 
 
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
Maria Lúcia da Sila Gomes 
 
CAMPINAS
José Carlos de Carvalho  
 
SOROCABA
Mônica Afonso Guzzardi SIlva 
 
Mesa da sessão solene 
A mesa da solenidade foi composta pelos Deputados, Rafael Silva e Davi Zaia; pelo presidente e diretor da Federação, Edison Laércio de Oliveira e Luiz Vergara; e pelo Dr. Haino Burmester, representando o Secretário de Estado da Saúde, Dr. Marco Antonio Zago; Canindé Pegado, Secretário Geral da UGT; Alexandre Augusto Ferreira, ex-prefeito de Franca; Vanessa de Khali, presidente do Partido da Mulher Brasileira (PMB); Canindé Pegado, secretário geral da União Geral dos Trabalhadores (UGT); os vereadores Ricardo Silva, de Ribeirão Preto, e Claudinei da Rocha, de Franca; Jefferson Caproni, representando o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren/SP).

  

 
 
SindSaúde
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br