Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Após greve e determinação do Tribunal, Santa Casa de Bariri normaliza pagamento de salários


07/05/2018

Acordo em março no TRT de Campinas determinava pagamento pagamento integral em maio até o quinto dia útil, o que de fato ocorreu neste mês

Foram seis meses de atraso no pagamento de salários na Santa Casa de Bariri/Vitale Saúde, levando os trabalhadores a iniciarem greve que culminou com audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Campinas. Em maio, finalmente o salário foi pago dentro do prazo,ou seja, até o quinto dia útil do mês.

O Sindicato da Saúde de Jaú e Região, que coordenou a greve e convocou os gestores do hospital para a audiência no TRT, verificou que entre o fim da quinta-feira (3/05) e o início da sexta-feira (4/05) os funcionários da Santa Casa receberam seus salários. Desde novembro de 2017 o hospital pagava com atraso.

Mesmo com promessa de que normalizaria o pagamento até fevereiro, a Santa Casa não cumpriu as promessas. Foi então decretado Estado de Greve pelo Sindicato da Saúde com aval dos funcionários. A greve teria início para o inicio de março.

Com medo da greve, alguns dias antes do início da greve a gestão do hospital disse que pagaria parte do salário até o quinto dia útil e parte até o dia 25 de cada mês. Os funcionários decidiram manter a greve, que começou no dia 11 de março.

Foram 11 dias de movimento, que só terminou após audiência em Campinas, quando a Vitale foi obrigada a assinar um TAC (termo que se compromete a cumprir o determinado pelo Tribunal). Além de ser obrigada a normalizar o pagamento até maio, a Vitalel teve de pagar os dias parados dos grevistas e dar estabilidade de 90 dias a todos.

Em nota, a assessoria de imprensa da Santa Casa de Bariri, informa que “neste mês, o pagamento foi realizado, inclusive, antes mesmo do quinto dia útil. A administração da Santa Casa está 100% comprometida a regularizar essa situação. É uma das principais prioridades da gestão”.

“Pagar os funcionários em dia só virou ‘prioridade’ depois da greve e da decisão da Justiça do Trabalho”, aponta Edna Alves, presidente do Sindicato da Saúde de Jaú. O Sindicato da Saúde também se saiu vitorioso na greve no Hospital Thereza Perlatti, que também atrasava o pagamento dos salários.

No Perlatti, os dias parados também foram pagos, foi garantida estabilidade aos grevistas e os salários estão em dia – exceto metade do décimo terceiro de 2017, cuja cobrança está na Justiça.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br