Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Hospital: ausência de CND impediu envio de R$ 1 milhão


05/10/2018

Hospital e Maternidade São José, de Barra Bonita, deixou de receber o valor relativo a emendas parlamentares por possuir uma dívida, do ano de 2000, junto ao INSS, no total de R$ 2,6 milhões

O Hospital e Maternidade São José, em Barra Bonita (68 quilômetros de Bauru), deixou de receber emendas parlamentares no valor de R$ 1 milhão devido à falta da Certidão Negativa de Débitos (CND). O documento comprova ausência de pendências com impostos ou contribuições previdenciárias e sociais, mas, em razão de dívida do ano de 2000 junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no valor de R$ 2,6 milhões, o Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin) bloqueou a CND da entidade e o montante retornou aos cofres da União.

A informação é do presidente do hospital, Ricardo Alves de Oliveira, que foi até a sessão da Câmara da última segunda-feira (1) a convite dos vereadores. O objetivo era explicar boatos sobre verbas que não teriam chegaram ao caixa do Hospital São José por suposta omissão em atender procedimentos burocráticos.

"O processo começou em 2017 e recebemos aval de que estava tudo certo para a assinatura do contrato. Mas, nesse meio tempo, surgiu uma dívida do ano de 2000 com o INSS", explicou. "Nosso departamento jurídico recorreu e conversei pessoalmente com os assessores dos deputados, mas, por ser verba federal, o Cadin bloqueia".

Ainda de acordo como presidente, parte do prédio do São José havia sido penhorada como garantia do pagamento, mas, devido ao período eleitoral o envio da verba foi cancelado. O dinheiro havia sido disponibilizado pelos deputados Arnaldo Jardim (R$ 500 mil), Milton Monti (R$ 400 mil) e Guilherme Mussi (R$ 100 mil).

"Todos podem participar e ajudar o hospital. A título de curiosidade, fizemos assembleia no ano passado e apenas 6 pessoas participaram", revela Oliveira. "Em novembro teremos nova reunião, pública e aberta aos interessados". Antônio Morsoleto Neto (presidente do conselho do hospital), José Luiz Minutti (gerente administrativo) e os conselheiros José Renato Adamo Bolla, Joelino Santana, Davison Oioli, Sérgio Calefi e José Henrique Gerin também participaram da reunião no Legislativo.

fonte: jcnet.com.br

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br