Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sindicato é autorizado a declarar greve na Santa Casa de Jaú


18/10/2018

- Assembleia com funcionários abre caminho para "Estado de Greve" caso negociação em andamento não alcance resultado positivo;

- Sindicato apresentou contraproposta ao hospital,  mas ainda não obteve resposta;

- Se não tiver acordo, sindicato já está autorizado a iniciar a greve;  Sindicato da Saúde continua aberto a negociações com o Sindicato Patronal ou com a direção da Santa Casa

 

O Sindicato da Saúde de Jaú e Região realizou nesta quarta-feira (17/10) Assembleia Geral para ouvir funcionários da Santa Casa de Jaú e explicar sobre o andamento das negociações salariais. Também foi apresentada a proposta de paralisação no caso de fracasso na tentativa de obter reajustes travados há mais de dois anos e de preservar direitos.

Edna Alves, presidente do sindicato, diz que a assembleia cumpriu o objetivo de mobilizar trabalhadores e discutir o andamento da campanha salarial.

Foi dado o aval para que o sindicato inicie o procedimento para decretar greve, caso não ocorra avanço na tentativa de um acordo coletivo que garanta reajuste aos funcionários e a manutenção de alguns direitos da convenção coletiva."

 

Pressão da chefia contra a reunião

"Infelizmente, companheiros que nos procuraram falaram que muitos funcionários não vieram à assembleia com medo de represália. Teve chefia que ameaçou demitir quem participasse da reunião no sindicato. Isso é abuso. Todos têm o direito de reivindicar", lamentou Edna.

"Os trabalhadores vieram até o sindicato desde as 7h até as 19h em grupos ou sozinhos. Foram informados que estão sem aumento desde julho de 2016 porque o sindicato patronal que representa o hospital quer acabar com direitos. Explicamos que a proposta feita pelo patronal é de reajuste abaixo da inflação e foi recusada porque tira as duas folgas mensais de que faz 12 x 36. Também reduz o adicional de insalubridade e o adicional noturno e ainda aumenta a jornada de trabalho do apoio", falou Edna.

Em seguida, ela disse que o sindicato fez uma contraproposta à administração da Santa Casa e está no aguardo. "O funcionário não é escravo."

 

Benefícios em discussão

Nessa contraproposta, o sindicato pede reajuste de 5% para julho de 2017 e mais 5% para julho de 2018. Aceita as 40 horas para funcionários do Apoio (limpeza, cozinha, lavanderia), com direito a folgas aos sábados e domingos. Demais cláusulas, como cesta básica ou vale alimentação, feriado da categoria e outras continuariam sem alterações.

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br