Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

UGT defende regime único para a Previdência


05/11/2018

O presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, em nota divulgada na tarde dessa quinta-feira (01), reafirmou a posição da Central na defesa de um Regime Único de Previdência, igualitário para todos os brasileiros.

De acordo com o líder ugetista, só um regime único é capaz de reverter a lógica perversa de transferir para os mais pobres a responsabilidade por sustentar os privilégios de pequenas elites.

O sindicalista ainda ressaltou que quem quiser uma aposentadoria acima do limite fixado pode participar do Fundo de Previdência Complementar, instituído sem recursos públicos.

Leia nota.   

 

UGT DEFENDE REGIME ÚNICO DE PREVIDÊNCIA                     

Companheiras e Companheiros 

Com a chegada do novo governo, a reforma da Previdência passou a dominar a mídia. As propostas são as mais variadas possíveis.

Nós, da UGT, defendemos um Regime Único de Previdência, igualitário para todos os brasileiros. Esse assunto já foi discutido em várias reuniões com as companheiras e companheiros das UGTs estaduais. E está bem sedimentado dentro da nossa central.

Essa equidade no Regime Único da Previdência é fundamental para inverter a lógica perversa de transferir para os mais pobres a responsabilidade por sustentar os privilégios de pequenas elites, como vem acontecendo desde que o sistema foi criado.

Quem quiser ter uma aposentadoria acima do limite fixado, pode participar do Fundo de Previdência Complementar, instituído sem recursos públicos, que fique bem claro. E Esse esquema vale para o setor privado e para o setor público.

Estudos do Banco Mundial afirmam que a previdência brasileira é um enorme mecanismo de transferência de renda dos mais pobres para os mais ricos. A UGT defende que haja rigor, transparência e participação da sociedade na gestão da previdência. 

Ricardo Patah

Presidente Nacional – União Geral dos Trabalhadores 

Fonte: UGT

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br