Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos Coletivos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Sisnaturcard
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Santa Casa de Dois Córregos quer vender velório para pagar 13o de funcionários


20/12/2018

Expectativa é arrecadar R$ 680 mil com prédio usado por funerárias e que pertence ao hospital; isso se aparecer alguém interessado

Funcionários da Santa Casa de Dois Córregos ficaram sem receber o décimo terceiro salário e nem sabe quando vão colocar no bolso o dinheiro que deve ser pago até dia 20 de dezembro. A direção do hospital alega não ter recursos para cumprir a folha salarial e que só vai poder quitar o 13o dos cerca de 115 funcionários quando vender o prédio do velório.

Nesta quinta-feira (20/12) a presidente do Sindicato da Saúde de Jaú e Região, Edna Alves, esteve novamente no hospital e conversou com funcionários sobre a situação. Disse que a direção do hospital avisou somente no dia 19 de que não iria pagar sua equipe de trabalhadores.

Segundo o sindicato apurou, a Santa Casa pede R$ 680 mil pelo velório, que teria sido doado ao hospital a cerca de 30 anos. À Edna Alves, a direção da Santa Casa disse que só quando vender esse prédio anexo vai ter dinheiro para pagar os funcionários.

Edna está preocupada com a situação e lembra que no ano passado a ameaça do hospital foi fechar o pronto-socorro. "Agora, como pode de última hora falar que não tem como pagar. Os funcionários já estão contando com esse dinheiro. Por lei o prazo final é 20 de dezembro", diz ela.

O Sindicato vai tomar providências necessárias quando a Justiça voltar aos trabalhos em janeiro e tentar uma solução para os associados e os trabalhadores contribuintes do sindicato. "O hospital fala em vender o velório para ganhar fôlego. Será que alguém vai comprar velório em pleno fim de ano? E se vender, e depois, o que vai ter de vender para continuar pagando os funcionários?", pergunta a dirigente.

Falta de transparência - "A informação desse calote da Santa Casa só chegou nessa semana aos funcionários, exatamente no dia 19. Pegaram todos nós de surpresa. O hospital tem de ter um planejamento financeiro porque sabe que tem o décimo terceiro no fim do ano. Caso já saiba que não vai ter dinheiro precisa avisar os funcionários antes. Eles precisam ficam sabendo. Não no último dia, quando eles já contam com esse dinheiro."

O Sindicato teme até pelo pagamento correto do salário de janeiro. No início de dezembro foi fechada a convenção coletiva dos dois últimos anos e o reajuste salarial é de mais de 6,5% para quem não deu nenhuma antecipação. "Se a Santa Casa não tem dinheiro para o décimo terceiro, será que vai ter para pagar o salário com reajuste e o retroativo de quase dois anos? Vai virar uma bola de neve. Vem uma mudança de governo ai e pode ter até bloqueio financeiro para a saúde. Como é que ficam os trabalhadores?"

Calote na região - Não é apenas a Santa Casa de Dois Córregos que dá calote dos funcionários. O Hospital Thereza Perlatti de Jaú não pagou a segunda parcela do décimo terceiro. O Hospital São José de Barra Bonita está devendo o integral do abono de fim de ano. As Santas Casas de Bariri e de Macatuba também não honraram a folha de pagamento do abono.

  

  

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br