Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos Coletivos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Sisnaturcard
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Santa Casa de Pedregulho demite e não paga direitos. Desmonte do Ministério do trabalho prejudica ações do sindicato e penaliza


07/02/2019
Trabalhadores da Santa Casa de Pedregulho estão convivendo com um mal que tornou rotina: os constantes atrasos no pagamento dos salários e demais direitos. O pagamento de dezembro ainda não foi efetuado, assim como existem inúmeros trabalhadores sem o pagamento das férias. 
 
Os problemas não param por aí. A Santa Casa demitiu nove trabalhadores e eles já foram avisados pela administração que não vão receber as verbas rescisórias no prazo legal. 
 
A diretoria do Sinsaúde Franca e Região já entrou com várias ações na Justiça do Trabalho em favor dos trabalhadores. “Diferente do que está dizendo o administrador da Santa Casa, eles nunca demostraram interesse em quitar os débitos e muito menos propuseram um acordo decente para sanar o problema”, destaca a presidente do Sinsaúde, Elaine da Silva Amaral. 
 
Além do que, o Ministério do trabalho não realiza fiscalização e nem mesmo acata pedidos de realização de mesa redonda. “Isso mostra o desmonte do Ministério do Trabalho anunciado pelo governo Bolsonaro”, completa o vice-presidente, Luiz Carlos Vergara. 
 
Vergara ressalta que os trabalhadores estão pagando a conta da falta de administração e planejamento da Santa Casa.  Começou o novo ano, mas a prática continua antiga. O administrador que posa como santo milagreiro, reuniu os trabalhadores para afirmar que não paga por culpa do sindicato e do seu advogado. 
 
“É bom lembrar que quem administra o hospital é ele e não o Sindicato, cujo papel é o de defender os direitos dos trabalhadores. Portanto, vamos continuar lutando para que seus benefícios sejam pagos rigorosamente em dia. E o administrador que cumpra com sua parte”, finaliza Vergara.
 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br