Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos Coletivos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Sisnaturcard
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Centrais Sindicais são recebidas pelo presidente do Senado


28/11/2019

Davi Alcolumbre, presidente do Senado, recebeu nesta terça-feira (26), em Brasília, representantes das demais centrais sindicais, fizeram a entrega de um ofício pedindo que a Casa devolva ao governo de Jair Bolsonaro a Medida Provisória (MP) nº 905/2019, que cria o Programa Verde e Amarelo. 

Pela UGT, estiveram presentes Ricardo Parah, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), os deputados federais Luiz Carlos Motta e Valdevan Noventa, Issau Chacon, vice-presidente da Contec (Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito) e Dr. Carlos Augusto, assessor da UGT-Nacional em Brasília. 

Issau Chacon ressaltou que o presidente Alcolumbre recebeu os sindicalistas muito bem e dizendo que a MP traz coisas muito ruins e que ele próprio é contra, mas não sinalizou que iria devolver a Medida Provisória da forma com que os sindicalistas esperavam. 

Em entrevista ao Estadão/Broadcast, Davi Alcolumbre informou que irá estudar a possibilidade de devolver a MP, pois a medida é vista como inconstitucional e está sendo avaliado se o governo reeditou norma que o Congresso já rejeitou neste ano, em referência ao trabalho aos domingos e feriados, que no oficio, que as centrais sindicais entregaram para o presidente do Senado, o texto lembrou este tema foi retirado da MP 881, não sendo razoável que três meses depois, o governo edite nova Medida Provisória incluindo os mesmos artigos que foram objeto de consenso pela rejeição junto ao Congresso Nacional. 

Para Ricardo Patah, presidente da UGT, que contou com o apoio do deputado Luiz Carlos Motta justamente para retirar esse trecho que trata do trabalho aos domingos e feriados da MP 881, tocar novamente nesse tema é, no mínimo estranho, pois se passou muito pouco tempo após a derrubada dessa redação e ela já é tema de discussão novamente, é como se fosse um jogo que se colar colou. 

Outro tema que o documento das centrais abordou como sendo bastante grave, a edição de Medida Provisória sobre matéria trabalhista, sem que o Conselho Nacional do Trabalho tenha sido informado nem consultado, conforme estabelece o artigo 3º do Decreto nº 9.944, de 30 de julho de 2019. 

Participaram da reunião os presidentes da seis centrais sindicais CUT, CSB, CTB, Força Sindical, Nova Central e UGT. 

Fonte: UGT

 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br