Jaú   •  
   Página Inicial
   Associe-se
   Atendimentos
   Aniversariantes
   Acordos Coletivos
   Aviso Prévio
   Recolhimento da Contribuição Sindical
   Convenções Coletivas
   Colônia e Clube
   Código de Ética
   Convênios
   Contribuições Online
   Cursos / Palestras
   Diretoria
   Eventos
   Espião Forceps
   Fale Conosco
   Galeria de Fotos
   História
   Homologação
   Links Úteis
   LEI: Auxiliar x Técnico
   Localize
   Notícias
   Seguro de Vida
   Sindicato Forte
   Lazer com desconto
   Telefones Úteis
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Prefeitura de Ribeirão Preto relata déficit de 22 mil doses de vacina para profissionais de saúde e cobra governo de SP


05/04/2021
 

O prefeito Duarte Nogueira (PSDB) informou, neste sábado (3), que cobrou do governo do estado o envio de mais 22 mil doses da vacina da Covid-19 para terminar de imunizar os profissionais de saúde em Ribeirão Preto (SP). 

O déficit foi levado ao secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, durante reunião do Conselho Municipalista de São Paulo.
 
“Nós solicitamos mais de 22 mil doses para que nós pudéssemos concluir a vacinação de primeira e segunda dose de todos os profissionais de saúde da cidade de Ribeirão Preto que ainda não foram vacinados”, disse Nogueira.
 
A Secretaria Estadual de Saúde informou que os dados cadastrados pelo próprio município na plataforma VaciVida sugerem que mais de 20 mil doses estariam disponíveis na cidade.
 
Segundo o estado, na última semana, foram enviadas mais de 11,8 mil doses destinadas à continuidade da campanha.
 
Desequilíbrio
A vacinação do grupo prioritário teve início na cidade em janeiro, por profissionais que atuam direto contra a Covid-19 e se estendeu posteriormente a trabalhadores de outras áreas, mas, segundo Nogueira, as estimativas do estado foram feitas com base em dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e não do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
“Notamos no IBGE que a população de Ribeirão Preto é bem maior. Há uma diferença de 28.048 habitantes entre uma estatística e outra. Nossa projeção, desde o início, era de 32 mil doses para imunizar todos os profissionais de saúde”, disse.
 
Crítico da distribuição de doses feitas pelo estado, o secretário municipal de Saúde, Sandro Scarpelini, lembrou que, a partir de segunda-feira (5), a campanha estadual já começa a imunizar profissionais de segurança pública, porém sem encerrar o grupo prioritário da saúde em Ribeirão Preto.
 
“No nosso cadastro de profissionais da Saúde, temos 10 mil pessoas que não receberam vacina porque o estado não mandou vacina para essas 10 mil pessoas. No nosso protocolo, nós mostramos para vocês, no começo de Janeiro, nosso Plano Municipal de Imunização estimando 32 mil pessoas da saúde. Nos mandaram 24 mil doses e nenhuma vez a mais veio uma grade escrito profissionais da saúde”, disse o secretário na quinta-feira (1º).
 
Redução de margem
Ao todo, segundo dados do governo de SP, das 134.741 doses distribuídas ao município de Ribeirão Preto para aplicação em profissionais de saúde e idosos, 113.886 foram aplicadas.
 
De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, durante a reunião, o secretário Sandro Scarpelini apresentou um relatório com dados sobre perdas do imunizante no momento da aplicação, o que reduz a expectativa de atingir uma parcela maior da população.
 
Na avaliação de Scarpelini, é necessário calcular uma margem extra de 10% no volume de doses enviadas às cidades, porque parte dos 5 ml de cada frasco se perde nas agulhas e nos êmbolos das seringas. 
 
“Os frascos têm chegado com exatos 5 ml. A gente capricha, usa uma agulha fininha, pequenininha, mas a gente não consegue um saldo melhor do que 10% de perda nas nossas doses. Isso transforma cada frasco que está escrito 10 doses em 9 doses”, afirma.
 
Fonte: G1
 
 
Sindicato da Saúde Jaú e Região
Rua Sebastião Ribeiro, 501 - CEP 17.201-180 - Centro - Jaú / SP
Fone (14) 3622-4131 - E-mail: sindsaudejau@uol.com.br